Beatriz fica curiosa com as freqüentes visitas de Nasinho a Nicolau. Ela pede para acompanhar mais de perto as documentações e o senador a corta. Ela tenta conversar com Nicolau a respeito de suas atitudes e reclama que a casa também é dela. Nasinho vai até a boate atrás de Vera, que pergunta se ele quer outro programa. Ele diz que não, que só está aguardando um cliente. Joca e Romeu conversam sobre a explosão na prefeitura e o detetive diz que tem um suspeito.

Ele avista Virgílio saindo do carro e vai apressado, atrás dele. Virgílio pergunta a Nasinho se ele tem uma resposta do senador e ele diz que tem mais que uma resposta. O que deixa Virgílio intrigado. Joca entra como quem não quer nada, e observa os dois de longe. Querêncio reclama de não poder fazer nada na prefeitura. Filomena pergunta ao pai sobre os problemas da empresa. Diana aproveita o assunto e implora para que Querêncio não deixe que Arminda volte para Europa.

Nasinho diz a Virgílio que o senador lhe dará dois milhões para matar Iara. Ele fica confuso, mas Nasinho o convence. Arminda diz a Diana para não se meter com a sua viagem para a Europa. Diana diz que não irá sem o Joca e ameaça a fugir. Arminda pede um voto de confiança. Joca e Arminda se encontram escondidos, ele tenta beijá-la e ela desvia. Joca conta que viu Nasinho conversando com Virgílio na boate, e decide ligar para Newton.

O detetive pede para que Newton fique de olho em Virgílio, sem que ele desconfie. Nicolau conta a Flores seu plano para acabar com a chantagem de Iara. O professor ajuda, fazendo planos para quando o dossiê vier à tona. Newton dá uma bronca em Mateus por ter ido visitar Filomena. Newton chama Virgílio para tomar uma cerveja, que pergunta sobre Iara. Newton o observa desconfiado. Tito não consegue dormir e lembra da transa com Filomena. Arminda conversa com Joca sobre a ida dela para a Europa. Ele diz que não acredita que ela vá embora e Arminda diz que já se decidiu.

Eles se beijam e se despedem. Léia diz a Joca que Arminda irá para Europa e o largará aqui. Ele fica irritado, faz um discurso sobre amor e vai se deitar. Aflita, ela diz que o professor tem razão que seu filho está delirando e que é tudo por causa de Arminda. Querêncio não fica contente com seus afazeres como prefeito. Virgílio diz a Iara que conversou com o senador e inventa uma desculpa para ela.

Ela vai pegar outro paraquedas e ele o manuseia pensando no que Nasinho o disse no dia anterior. Com a presença de jornalistas, Querêncio, que está bêbado, recebe Quintas, o representante da presidência, e eles conversam a respeito da visita. Virgílio está resolvendo com Tito problemas da pousada e sai para receber um telefonema misterioso. Querêncio cai bêbado na frente de todos os fotógrafos. Filomena vai até a pousada para ter uma conversa com Tito.