Sexta eliminada do BBB 10, a professora Elenita garante ter sido “ela mesma” ao longo de todo o jogo. E acredita que exatamente isso possa ter prejudicado sua performance. “Fui só emocional o tempo inteiro”, afirma. Durante a Maratona de Chats, a sister deixou novamente a emoção falar mais alto e acabou chorando ao citar a frase de Millôr Fernandes: “Viver é escrever sem borracha”. Ao completar o raciocínio e dizer que "ninguém toma o que você viveu", Elenita foi às lágrimas outra vez.

A sister afirmou que conseguia ler o jogo por inteiro e que via Dourado como o grande jogador. “Eu tinha uma percepção boa do jogo. Sabia que o Dourado era o favorito, que a Tessália teve uma rejeição grande, que a Fernanda estava se contendo. Eu tinha uma boa leitura do jogo”, afirma. Fazendo uma autoanálise, a sister aponta seus erros: “Eu fui uma péssima jogadora. Me saí muito mal. Isso acabou construindo uma imagem minha muito diferente do que eu sou”.

Quanto ao desentendimento com a baiana Anamara, Elenita diz que não foi contraditória por elogiar e depois brigar com a ex-policial: “Elogiei a Maroca, mas também falei dos defeitos e ninguém gosta de ouvir seus defeitos. Não guardo nenhum rancor dela, mas não fui contraditória”, defende-se. Já sobre a dançarina Lia, a imagem fora da casa é outra. "A gente se cumprimentou, se abraçou, tirou foto. Mais do que isso não seria compatível nem com a minha personalidade, nem com a dela. Por mais que eu respeite, amizade é um pouco demais para mim e para ela".

Indagada sobre o fato de ter chamado a dentista Fernanda de dissimulada, a professora pediu para refazer a frase. “Essa palavra é muito forte. Deixa eu reformular porque é muito forte pra ela. Pedindo desculpas também. Eu vi que ela não mostrava uma outra parte muito legal que estava lá. Mas o adjetivo ruim, vamos apagar”, pediu a professora.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here