Nesta segunda-feira, dia 02 os empredados Ana e Ralf enfrentaram a Máquina da Verdade.

Ana é a primeira a enfrentar a Máquina da Verdade. Pedro Bial pergunta à catarinense porque ela é sempre a primeira opção dos outros brothers. "Estou achando que eles tiveram a primeira impressão errada e me acusam de individualista. Mas não sou só isso", garante a sister. Bial pergunta à catarinense se ela já havia arrumado a cama antes de entrar na casa do BBB. "Várias vezes, sempre. Desde os dez anos, mas nunca fui uma pessoa arrumadinha e isso dá para perceber por minha mala", admite Ana. O apresentador pergunta se ela pode ter cavado sua eliminação, abrindo mão do anjo de Naiá. "Fui impulsiva, e depois que falaram que eu era Alice no país das maravilhas, e eu queria uma resposta. E sabia que ela iria chegar. Mas não me arrependo. Acho que tenho grande possibilidade de ter cavado a própria cova, mas alguma coisa boa eu fiz", afirma. Em seguida, Bial pede para Ana Carolina fingir que é Maíra, e assim fazer a sua própria defesa. "A Ana é uma pessoa quem tem o coração enorme, é transparente até demais, verdadeira, e acaba se prejudicando. Quando vê tanta máscara e pessoas acuando, é como se estivessem enfiando espetinhos nela", diz a sister, que é interrompida por Bial. "Pode estar certa que você continua brilhando", finaliza o apresentador.

O empresário Ralf é o segundo a enfrentar a Máquina da Verdade. O brother vai até o confessionário e Bial pergunta o motivo da Milena ter ficado mexida com a entrada da Maíra: "Acho que foi a novidade de uma pessoa de fora, que fez logo amizade com as outras meninas", opina o brother. Bial pergunta, então, como Ralf julga a decisão de Naiá, de não imunizar a Ana: "É dificil. Eu entendo que ela colocou a Ana no paredão e tenho dúvidas sobre a real intenção dela", diz. Sobre a reação de Ana após receber votos de Ralf, ele diz que ela tem uma visão diferente dos outros confinados: "A Ana vê tudo de uma forma romântica, não enxerga o que ela faz de errado e vê o voto como uma forma de traição", explica. Quando questionado se Max sofrerá de alguma forma, caso ele volte do paredão, Ralf garante que não guarda rancores: "Não haverá grandes consequências. O Max é um adversário que eu pretendo ver no paredão comigo mais para frente. Quero ver essa disputa acontecer", revela. Sobre Milena, Bial pergunta se ele percebe que ela vive um conflito de lealdade entre ele e o lado B: "Ela gosta muito de mim, mas tem lealdade aos amigos dela. Eles também têm amizade por mim, então não acho que haja um conflito", diz. "O fato de me ligar à Milena afastou as pessoas de mim. A Ana, a Naiá e a própria Mirla se afastaram e formaram um outro grupo", conclui, antes de se despedir de Bial.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here