Enquanto Francine termina de comer a feijoada, Priscila pergunta: "Por que você fala errado?". A gaúcha explica: "Quando falo muito rápido, fico nervosa e falo errado". Ela lembra de uma prova na faculdade em que teve dificuldade para ler, falar e interpretar.

"O dia que briguei com a Maíra queria falar um monte de coisa e não consegui", lembra Fran. A gaúcha garante que a mãe é parecida com ela.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here