Luisa Mell/Instagram
Luisa Mell/Instagram

A ativista Luísa Mell, conhecida nas redes sociais por estar sempre lutando em prol dos direitos dos animais, compartilhou nesta segunda-feira (30) em seu Instagram a notícia de que foi demitida da Band. Luísa iria estrear um programa sobre animais na grade da emissora paulista, mas acabou sendo surpreendida antes mesmo de entrar no ar.

A demissão mais rápida da história. Fui demitida da Band antes mesmo de gravar o piloto do programa“, comentou ela no vídeo que compartilhou em seu perfil.

Mantendo o bom humor, a loira fez questão de dizer, de forma um tanto quanto irônica, que entende a decisão da emissora, já que ela, como ativista que luta por uma causa, costuma causar muitos problemas a pessoas e anunciantes.

Veja o vídeo:

De acordo com o colunista Flávio Ricco, do portal UOL, a demissão se deu porque o projeto não foi viabilizado comercialmente.

Diretor Rodrigo Crespi também foi demitido antes de gravar programa piloto

No início de julho, Rodrigo Crespi, que foi escolhido para dirigir o programa que seria apresentado por Luísa Mell também foi demitido antes mesmo de gravar um piloto da atração. Na época, conforme foi divulgado pelo colunista Flávio Ricco, a decisão se deu por conta do perfil profissional de Crespi, que não se enquadrava na proposta da atração.

Segundo nota divulgada pela emissora, o desligamento do diretor foi tranquilo e, inclusive, ele estaria sendo cotado para dirigir outra atração no canal.

Luísa Mell é condenada a pagar R$ 60 mil de indenização

Em novembro de 2016, Luísa Mell, com o auxílio de policiais militares entrou em uma residência e fez o resgate de 4 cães, sendo três da raça pinscher e um doberman, que já era bem velhinho e carecia de cuidados médicos.

Luísa foi até o local com a alegação de que um cão estava morrendo no pátio daquela casa Após o resgate, o Doberman e um dos pinscher acabaram falecendo. A dona dos cãezinhos entrou na Justiça contestando a invasão de sua residência alegando que sempre cuidou com muito carinho dos animais.

Na decisão em primeira instância proferida pela 31ª Vara Civil Tribunal de Justiça de São Paulo, no dia 26 de julho ficou determinado que a ativista deveria pagar R$ 60 mil de indenização à proprietária dos cães, pois, conforme entendimento do juiz, houve dano emocional e psicológico após invasão e retirada dos animais do local.

Luísa Mell já declarou que vai recorrer da decisão.

Veja também:

Luisa Mell faz desabafo e revela que sua mãe está com câncer

Colaborou: Fabi Behling



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here