Anamara Barreira/Instagram
Anamara Barreira/Instagram

A ex-participante do Big Brother Brasil Anamara Barreira, que esteve confinada nas edições de 2010 e 2013 da “casa mais vigiada do Brasil”, ganhou na Justiça um processo que movia contra uma boate de Goiânia, Goiás.

Conforme informações do processo que corria na 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, a ex-sister denunciou ter sido assediada por um dos frequentadores do local e, além disso, agredida por seguranças da casa noturna.

O fato ocorreu na Boate Woods, em agosto de 2014, e a sentença determinou que Anamara seja indenizada com R$ 12 mil por danos morais.

Processo

De acordo com o UOL, segundo as informações constantes na sentença, a ex-BBB foi assediada por um homem visivelmente alcoolizado, que queria tirar uma foto com ela e tentou agarrá-la à força. Anamara teria conseguido se desvencilhar do homem, que passou a agredi-la verbalmente no local.

A fim de conter a discussão que havia se instaurado, seguranças a conduziram para uma sala afastada, onde ficou presa por alguns momentos. Ao deixar o local, Anamara alegou que foi agredida com um murro nas costas, o que fez com que ela caísse das escadas.

A ex-BBB prestou queixa na delegacia na época e em seguida moveu o processo contra o estabelecimento.

Sentença

A decisão do desembargador Fausto Moreira Diniz afirma que a famosa foi submetida a constrangimento e privação de sua liberdade de locomoção, além de agressões físicas e verbais, o que teria gerado um desequilíbrio de seu bem-estar e impotência diante da situação vivenciada, ocorrendo, portanto, um abalo emocional a ser reparado.

Confira também:

Em vídeo, Emilly Araújo ironiza notícia sobre expulsão de show – Assista!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here