O corpo do cantor Tim Maia foi exumado, nesta quinta-feira (29), para a retirada de material genético para que seja realizado um exame de DNA, segundo informou o advogado Valfredo da Silva Santos. El ... Leia mais:

foto: Reprodução

O corpo do cantor Tim Maia foi exumado, nesta quinta-feira (29), para a retirada de material genético para que seja realizado um exame de DNA, segundo informou o advogado Valfredo da Silva Santos. Ele defende Rafaela Soares Campos, que move um processo de verificação de paternidade para provar que é filha do cantor. Ainda segundo o advogado, o material genético de Tim Maia será enviado ao laboratório da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

De acordo com o G1, segundo informações do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), a exumação ocorreu na parte da manhã, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Zona Portuária da cidade, autorizada pela 2ª Vara de Família da Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Segundo o advogado, o material foi enviado ao laboratório especializado Projeto DNA, que vai emitir um laudo. Ele acredita que o laudo deverá ficar pronto em alguns meses.

“Ela já está nesse processo de investigação de paternidade há uns três anos. O resultado do laudo sendo positivo vai permitir que ela possa concorrer a todos os direitos como filha do cantor, juntamente com os outros herdeiros de Tim Maia”, disse o advogado.

O filho do cantor, Carmelo Maia, disse que não soube da exumação. Ele disse que foi informado pela imprensa. Ele disse que gostaria de ter acompanhado o procedimento, que não se oporia e que acha justo o processo de investigação de paternidade movido por Rafaela.

Em 2011, Rafaela explicou que a mãe dela trabalhou na produção dos shows do cantor durante sete anos. E que quando nasceu, em 1979, Tim foi procurado. Com a autorização da Justiça, o material genético do artista poderá confirmar ou não se ele é o pai de Rafaela.

Família diz que irmãos ofereceriam material

A família de Tim Maia alegou que os irmãos de Tim Maia poderiam fornecer o material para o exame da DNA e recorreram contra a exumação.

Para o relator do processo, desembargador Guaraci Viana, essa forma indireta de obter o DNA não seria a mais adequada e autorizou a exumação: “A forma mais segura seria fazer de forma direta, porque a indireta talvez não tivesse o material suficiente para se ter uma certeza muito próxima da probabilidade de 99% que o DNA pode alcançar”, afirmou.

Ícone da MPB

O carioca Tim Maia foi o pioneiro do soul na música brasileira. Com sua voz rouca e carregada, se tornou um dos maiores ícones da MPB. Obeso e com problemas relacionados ao uso de drogas, que o acompanhou por toda a sua carreira, morreu aos 56 anos, em 1998. O cantor deixou dois filhos, sendo um adotivo.

Não é fácil fazer uma avaliação precisa da herança de Tim Maia. O que ele deixou, rende à família pelo menos R$ 200 mil por mês.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here