Deo Garcez (Instagram/Foto:lucamachado.oficial)
Deo Garcez (Instagram/Foto:lucamachado.oficial)

Deo Garcez, o delegado Martinho de Pedra Santa da novela das nove da Globo, ‘O Outro Lado do Paraíso‘, concedeu uma entrevista exclusiva ao site ‘Área VIP’. O ator que viveu grandes papéis em sua carreira falou um pouco sobre sua vida pessoal e profissional.

Confira a entrevista exclusiva:

Entre os diversos personagens que você já interpretou, qual marcou mais a sua carreira, e por quê?

Foi o André, de A Escrava Isaura. Porque, como ele era um herói, o público se identificava com ele, além de ser um dos personagens chaves para o desenrolar da história e de uma complexidade psicológica incrível. 

Como você avalia o crescimento do seu personagem na novela “Xica da Silva”, exibida pela Rede Manchete, que com o passar da história foi ganhando mais espaço?

Avalio como consequência da minha experiência de ator de teatro antes de fazer TV, de anos de dedicação e estudo árduos no sentido de me aprimorar sempre como ator. A cada novo trabalho procuro me dedicar ao máximo e com “Xica da Silva” também foi assim. Felizmente o Walter Avancini e o Walcyr Carrasco reconheceram isto, me dando a oportunidade para que eu crescesse na novela. 

Curiosamente algo parecido aconteceu com o seu personagem na novela “O Outro Lado do Paraíso”. Inicialmente a sua participação na novela seria algo breve, porém, decidiram que o seu personagem ficaria até o final da história. Como você reagiu a essa bela surpresa?

Foi mesmo uma surpresa. Recebo com bastante alegria e gratidão. É um privilégio estar numa novela de grande sucesso em horário nobre e na Globo. E logo do Walcyr, autor da minha primeira novela e de quem fiz também “O Cravo e a Rosa”, outro grande sucesso. 

Quando surgiu a ideia de se tornar ator?

Decidi ser ator aos onze anos de idade ao assistir uma peça infanto juvenil em São Luiz – MA, no Teatro Arthur Azevedo. Foi mesmo paixão à primeira vista pelo teatro. Desde essa época comecei a fazer teatro com o mesmo grupo de teatro que apresentava a tal peça infanto juvenil, sob a direção do saudoso Reinaldo Faray, meu primeiro diretor. Daí em diante não parei mais. 

Muitos falam que as pessoas negras têm pouco espaço na televisão. Você também pensa dessa forma? Como você avalia isso?

E têm mesmo ainda pouco espaço, infelizmente. Ainda é um resquício da histórica escravização dos negros, que se reflete em vários aspectos e patamares superiores da sociedade brasileira. Claro que essa realidade vem se modificando ao longo dos anos, mas ainda está longe de uma certa igualdade de oportunidade. Hoje no Brasil fala-se que 54% da população é negra ou mestiça e essa população ainda não está representada no meio publicitário e televisivo. 

Você é bastante discreto em relação a sua vida pessoal. Como você faz para se manter longe dos holofotes?

Já fui até mais discreto. Hoje com as mídias sociais tenho até me permitido estar sob os holofotes, postando fotos e vídeos em meus momentos de lazer, por exemplo. Mas de qualquer forma, pra mim é fundamental manter minha privacidade preservada. 

Falando em vida pessoal, como anda a sua vida amorosa atualmente, você está casado, ou já foi, está namorando, qual o seu estado civil?

Como você disse na pergunta anterior, minha vida pessoal é bastante discreta…rsrs. 

Após o final da novela “O Outro Lado do Paraíso” já existe algum outro projeto em vista?

Sim. Além da peça “Luiz Gama – Uma Voz pela Liberdade”, que já faço há um bom tempo e que continuarei fazendo, tenho outra peça a fazer sobre o sertão nordestino e um filme também com o mesmo tema. 

Recentemente, pela quarta vez, você interpretou Jesus em Custódia/PE, pela Paixão de Cristo, como é para você viver um papel tão importante como esse?

É uma imensa honra viver este personagem histórico e bíblico, Jesus Cristo, uma benção! A emoção é indescritível de tão fantástica que é! Serei eternamente grato aos diretores Humberto Guerra e Plínio Fabrício e também à cidade de Custódia por me convidarem pela quarta vez. Escalar um ator negro para viver Cristo é um ato transgressor e contemporâneo, especialmente num momento de tanta desigualdade racial em que vivemos, um exemplo que deve ser seguido por outras produções, seja de teatro, TV ou cinema.

Galeria de fotos da carreira do ator:

 

O ator Deo Garcez formou-se em Bacharelado em Artes Cênicas e em Licenciatura em Artes Cênicas, ambas na Faculdade de Teatro Dulcina de Moraes, tendo sido aluno da própria. Por causa de seu envolvimento com a figura histórica de Luiz Gama, inclusive com a montagem do trabalho sobre ele, Deo foi convidado para integrar a Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Estado do Rio de Janeiro.

Morando no Rio desde 1992, Deo Garcez tem participado de diversos espetáculos ligados à causa da negritude. E das novelas de que participou, destacam-se o Mucamo Paulo em “Xica da Silva” (Manchete), o André de “A Escrava Isaura” (Record), Senhor Morales em “Carrossel” (SBT), Ezequiel em “O Cravo e a Rosa” (Globo) entre outras. Dentre os prêmios de ator destacam-se o Troféu Raça Negra de Melhor Ator em 2007 pela AFROBRÁS –SP e o Prêmio Arleguim de Melhor Ator do Festival de Teatro do Rio de Janeiro em 2010.

Confira a LIVE que Deo Garcez fez com o Área Vip!

VIP LIVE com Deo Garcez

Posted by Área Vip on Wednesday, April 11, 2018



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here