Chitãozinho e Xororó (Globo/Paulo Belote)
Chitãozinho e Xororó (Globo/Paulo Belote)

A noite da última quinta, 15, foi inesquecível para Chitãozinho e Xororó. A dupla conquistou o Grammy Latino pelo álbum “Elas em Evidências”. Concorrendo com outros seis indicados, entre eles Naiara Azevedo, Zezé di Camargo e Luciano e Michel Teló, os irmãos foram vencedores da categoria “Melhor Álbum de Música Sertaneja”.

A primeira parte da cerimônia de premiação foi realizada na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos.

Queremos muito agradecer todos que nos acompanham e à todas elas, nossas amigas cantoras, que participaram com a gente deste lindo projeto”, comemora Chitãozinho. “Estamos felizes demais! Por isso que a gente continua aqui, cantando e dando o nosso melhor”, completa Xororó.

Premiações

Este é a quarta vez que Chitãozinho e Xororó conquistam um Grammy Latino. O primeiro foi em 2006, com o álbum “Vida Marvada”, em 2008, pelo “Grandes Sucessos  Sertanejos Acústico”, e em 2012, com “Chitãozinho e Xororó: 40 anos – Sinfônico”.

O álbum vencedor deste ano foi gravado no Rio de Janeiro e lançado no final de 2017, com a participação de grandes nomes femininos da música brasileira, como Simone e Simaria, Maiara e Maraisa, Marília Mendonça, Paula Fernandes, Tânia Mara, Ana Clara, Kell Smith, AnaVitória, Bruna Viola e Alcione.

De sunga, sertanejo Leonardo surpreende com comentário inusitado – Veja o vídeo!

Chitãozinho & Xororó

Ícones da música sertaneja, os irmãos atingiram a marca de 40 milhões de discos vendidos, 37 álbuns inéditos, oito DVDs, quatro prêmios Grammy, centenas de discos de ouro, platina e diamante, programas de televisão e uma homenagem da X-9 Paulistana que contou sua história.

A dupla gravou o primeiro disco, “Galopeira”, em 1970, mas o sucesso veio oito anos depois com “60 Dias Apaixonados”, que deu o primeiro disco de ouro.  O reconhecimento do grande público veio em 1982 com a música “Fio de Cabelo”, que vendeu mais de 1,5 milhão de cópias. Ao longo da carreira, criaram clássicos como “Se Deus Me Ouvisse”, “Fogão de Lenha”, “No Rancho Fundo”, “Brincar de Ser Feliz”, “Página de Amigos” e “Alô”, entre outros.

– Mais de 6 mil shows com público estimado em 100 milhões de pessoas. Em um único show mais de 100 mil pessoas.

– 1,8 milhão de vendas em um único disco. Mais de 400 músicas gravadas.

– Mais de 70 campanhas publicitárias. Envolvimento em mais de 150 projetos de Responsabilidade Social.

– Parcerias com mais de 100 nomes da música nacional e internacional.

Veja também:

Cantor Sertanejo revela que música foi inspirada em briga com esposa



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here