MSN

segunda-feira, 15 de julho de 2024

Equipe de Amado Batista rompe o silêncio sobre pagamento de pensão à ex-namorada

Com exclusividade a esta coluna, a equipe do renomado cantor comentou sobre a determinação da Justiça referente a pensão a Layza Bittencourt

-

-

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.
Amado Batista
Amado Batista – Foto: Divulgação/Instagram

O nome do cantor Amado Batista acabou se tornando um dos mais comentados neste final de semana, após o Tribunal de Justiça do Tocantins determinar que o renomado artista pagasse uma pensão de cerca de R$ 10 mil mensalmente a sua ex-namorada, Layza Bittencourt Felizardo, de 23 anos. Em conversa com esta coluna, a equipe do artista se pronunciou com exclusividade, frisando que ele jamais deixou de apoiar financeiramente sua ex-companheira.

- Continua após o anúncio -

+ Justiça ordena e Amado Batista terá que pagar pensão de R$ 10 mil a ex-namorada

O que aconteceu?

A jovem Layza Felizardo acabou ingressando na Justiça para pedir o pagamento de pensão sob a alegação de que precisou abandonar a carreira durante o namoro com Amado. Ela e o renomado artista viveram um relacionamento entre os anos de 2019 e 2023 e chegaram a morar juntos na época.

- Continua após o anúncio -

Entretanto, o romance deles acabou chegando ao fim em 2023, não tendo filhos. Porém, ela acabou entrando na Justiça para ter a união reconhecida e requerer a dissolução de união estável, com fixação de alimentos provisórios e alimentos compensatórios.

+ Layza Felizardo, ex de Amado Batista, ajuíza ação contra o cantor após término conturbado

- Continua após o anúncio -

Mas, conforme já constava no processo, Amado dava uma mesada de R$ 10 mil à jovem no período em que namoravam, o que a fez abdicar da própria carreira profissional para se dedicar ao companheiro, além de ter mudado seu endereço para Goiânia. Ao ‘Splash’, a defesa de Layza disse que não vai recorrer da decisão. A defesa de Amado Batista, entretanto, pode recorrer a outra instância, caso o cantor não queira pagar a pensão.

Fortuna de Amado Batista

Segundo consta no processo, Amado Batista possui uma fortuna estimada em R$ 800 milhões, enquanto ela, supostamente, não teria condições de se manter. Para a Justiça do Tocantins, em decisão de março deste ano, diante dos fatos expostos, ficou presumido que Layza ‘necessita dos alimentos ora pleiteados’, sobretudo para ‘atender às despesas básicas’ dela.

+ Amado Batista exibe momento histórico na carreira após polêmica

Segundo o colunista Lucas Pasin, do portal ‘Splash’, a 2º instância da Justiça do Tocantins manteve a pensão de R$ 10 mil estipulada em 1º instância, mas reduziu o prazo que o cantor deverá pagar o valor. A Justiça decidiu que o valor deve ser pago enquanto Layza não concluir a faculdade de medicina veterinária, em um prazo de até três anos, haja vista que ela iniciou graduação quando ainda namorava o famoso. A decisão foi publicada em 21 de junho.

Equipe de Amado se pronuncia

Em contato com a equipe de Amado Batista, o advogado do renomado cantor, Dr. Mauricio Vieira de Carvalho, explicou a situação, contando que o processo se encontra em segredo de justiça e sequer poderia está sendo comentada por Layza ou seus representantes na mídia.

Primeiramente, o processo se encontra em segredo de justiça e sequer deveriam estar sendo repassadas informações do processo, contudo a Senhora Layza e seus defensores apenas buscam holofotes, haja vista que todas as alegações constantes em entrevistas e no processo carecem de provas e fatos verídicos!“, iniciou Dr. Maurício.

+ Ex-namorada de Amado Batista expõe motivo do término com o cantor

Adiante, o advogado do cantor ainda frisou: “O senhor Amado nunca deixou de apoiar financeiramente sua ex-namorada, tanto que já vinha efetuando pagamentos até mesmo antes da existência de qualquer ação judicial!“, revelou. “A defesa jurídica do senhor Amado interpôs recurso perante o Tribunal de Justiça do Tocantins apenas para delimitar o tempo que a obrigação deverá ser paga, recurso este que foi conhecido e provido pelo Tribunal!“, enfatizou Dr. Maurício.

Por fim, ele ainda deixou claro: “As demais alegações falaciosas, mentirosas e com claro objetivo econômico já foram todas rebatidas e contestadas nos autos do processo!“, finalizou ele, com exclusividade a esta coluna.

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.