Kamilla Covas - Reprodução/Instagram
Kamilla Covas – Reprodução/Instagram

Apesar de não ser bailarina profissional, Kamilla Covas fez durante cinco anos, parte do balé do “Domingão do Faustão”. No início do ano de 2013, ela acabou sendo demitida, e agora quase seis anos depois, em entrevista, ela contou o que faz uma bailarina ser demitida da atração dominical.

“Quem aparece demais é demitida. Todas as meninas que saem muito na mídia por conta de trabalhos ou de polêmicas não demoram muito para serem dispensadas. É só fazer uma pesquisa, gente! Não preciso citar nomes e, hoje, eu tenho a consciência disso”, disse ela em entrevista ao UOL.

“Eu tinha acabado de fazer um ensaio nu e estava com uma agenda lotada de entrevistas, eventos, desfiles e isso acabou incomodando a produção. Faustão é muito discreto e não gosta de ver o nome dele na mídia de jeito nenhum. Isso é sabido e fica bem claro para todo mundo que trabalha com ele”, falou.

Ela, que tem uma filha chamada Sofia, contou que não tem mais contato com Faustão, e nem com as suas ex-colegas de trabalho. Kamilla ainda disparou: “Existe uma panela das preferidas. Normal. Em todo lugar é assim.”

Antes de integrar o time de bailarinas do Faustão, Kamilla era apenas figurante da plateia, e após muito pedir uma oportunidade para o coreógrafo Sylvio Lemgruber, ela conseguiu. “Antes de eu entrar, a produção era mais rígida com a questão da formação. Quando eu entrei, eles abriram um pouco o grupo e os requisitos básicos eram saber dançar, mostrar energia e ser simpática. Entrei nessa cota”, lembrou aos risos.

Sobre o salário, ela revelou que na época recebia 2.500 reais. “Tínhamos todos os benefícios, claro, mas a remuneração mensal não era alta. Valia pena trabalhar lá pela exposição e a possibilidade de outros trabalhos como presenças VIP, desfiles e campanhas publicitárias, por exemplos. Eu ganhava em média R$ 1.000 por duas horas em um evento e o dobro para posar nos ensaios.”

Atualmente Kamilla cursa odontologia: “Tenho me concentrado mais nos estudos e continuo fazendo, de vez em quando, alguns trabalhos como modelo. As pessoas ainda me reconhecem, bem menos agora do que da época que sai do Faustão. Graças a Deus, isso tem facilitado a minha vida. O que eu quero agora é trabalhar em uma novela na Record ou ser bailarina do Silvio Santos. Cheguei a fazer um teste, passei. mas não pude aceitar. Quero fazer alguns contatos e esperar ser chamada novamente. Na Record, você faz um teste e lá mesmo existe uma oficina. Seria ótimo”, finalizou.

Veja também:

Fiuk e bailarina do ‘Faustão’ estão se conhecendo melhor



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here