fbpx

Ivete Sangalo volta a falar sobre preconceito: “O Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio”

-

Núcia Ferreirahttps://www.areavip.com.br/
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.

Comente

Veja também

BBB21: Carla Diaz atende o Big Fone; confira os indicados

O Big Fone tocou neste sábadão na casa mais vigiada do País.

Xuxa participa de quadro em programa da Globo e fala sobre seus abusos

A apresentadora Xuxa, vai ás lágrimas em programa da rede Globo, e relembra de abusos sofridos na infância

BBB21: Juliette e Lumena relembram desentendimentos no programa

Lumena e Juliette, conversam sobre suas desavenças dentro da casa e sisters se esforçam para entender o lado da outra

Ivete Sangalo – Reprodução TV Globo

Com uma carreira consagrada, Ivete Sangalo foi homenageada neste domingo (27)  com o ‘Troféu Mário Lago’, no ‘Domingão do Faustão’, da TV Globo, por sua contribuição artística. Emocionada, a cantora de 48 anos aproveitou o momento para falar sobre desigualdade, racismo,  homofobia e feminicídio.

Durante sua participação no programa, ela declarou. “Somos conhecidos pela nossa alegria e simpatia, e agradeço por isso, mas também há de ter um reconhecimento das nossas falhas como sociedade. O nosso país é o que mais mata homossexuais no mundo. O Brasil é um país racista, homofóbico, de feminicídio e de ataques às minorias que na verdade não são minoria”, afirmou.

Ivete Sangalo recebe ‘Troféu Mário Lago’ no ‘Domingão do Faustão’

Em outro momento, a cantora continuou tecendo comentários sobre o assunto.  “Esse perfil doente, equivocado, é pautado na ideia da desigualdade, sabendo que somos todos iguais em direitos. Cabe a nós nos olharmos para que a gente continue vibrando essa alegria que estamos aqui, para que tenha notícia boa, mas consciente de que os indivíduos têm que ser respeitados de forma igual. É isso o que a gente quer.”, afirmou.

Ivete Sangalo se pronuncia a favor de Ludmilla, após a cantora sofrer ataques de racismo

A baiana  voltou a falar sobre as desigualdades no Brasil ao citar sua relação com os filhos no momento atual.  “Agradeço muito pelo fato de ser uma pessoa famosa, mas sou mãe. O meu filho pode correr na rua sem camisa. Para mim, seria terrível não deixar meu filho andar na rua porque poderia ser alvejado por uma bala… Ou um filho meu ser homossexual e não poder ser feliz. Me perguntam muitas vezes o que eu vou ensinar para minhas filhas sobre esse mundo machista. Não ensino às minhas filhas, ensino ao meu filho que ele tem que entender o seu próprio poder, mas que também precisa respeitar o poder de existência do outro, de quem quer que seja.”, finalizou.

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP - TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos Famosos - Clique Aqui!

Núcia Ferreirahttps://www.areavip.com.br/
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas TV & Famosos