Marina Ruy Barbosa/Reprodução Instagram
Marina Ruy Barbosa/Reprodução Instagram

É difícil vermos pessoas com uma beleza natural igual o da atriz da TV Globo, que protagonizou a última novela das nove ‘O Sétimo Guardião’, Marina Ruy Barbosa. Por conta desta ‘raridade’, muitas mulheres recorrem a procedimentos estéticos para deixar o corpo e o rosto mais agradável, como o da ruiva.

+ Marina Ruy Barbosa estrela clipe de Rubel e AnaVitória

Em conversa com a Revista Quem, Marina Ruy Barbosa falou sobre procedimentos estéticos e cuidado com o corpo. A ruiva mais amada do Brasil conta que não tem coragem de fazer uma cirurgia plástica muito invasiva, no entanto, não deixa de dar atenção para sua estética:

“Sou a favor de coisas menos pesadas. É difícil eu tomar coragem de fazer algo invasivo. Cirurgia plástica eu nunca fiz. Vou ao dermatologista, tomo alguns cuidados e faço laser sim”.

Marina Ruy Barbosa já fez planos para 2020 e deseja ser mãe

A atriz falou sobre chamar a atenção já na infância por conta de sua pele e cabelos: “Por ser a única ruiva na escola as outras crianças comentavam, mas não chegou a me incomodar. É um processo de evolução, que a gente vai ficando mais autoconfiante. Fui ficando muito melhor em termos de autoestima conforme fui me conhecendo e aprendendo a realçar a minha beleza. O importante é a gente se sentir bem com quem a gente é, isso é o bonito”.

Também na entrevista, a ruiva comentou a ideia que está na cabeça das pessoas quem quanto mais roupas, mais chiques. Para ela, uma mulher pode estar poderosa usando apenas um ‘vestidinho’: “Temos uma ideia de que quanto mais vestida mais chique fica. Na verdade, uma mulher pode estar sofisticada com menos roupa. É uma ideia ultrapassada que temos de associar. Estamos elegantes no verão, no calor. O negócio é se sentir bem e entender qual ocasião você vai estar”.

Marina Ruy Barbosa celebra batizado do afilhado: “Obrigada pela confiança”

Por fim, Marina Ruy Barbosa desabafou sobre a ‘cobrança pelo perfeccionistmo: “Vivemos em uma sociedade que julga e impõe muita coisa. Mesmo quando se está dentro de um padrão, você não está ‘o suficiente’. Existe uma cobrança pelo perfeccionismo. Como qualquer mulher tenho altos e baixos.”



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here