segunda-feira, 23 de maio de 2022

Últimas

Morre o cantor Eduardo Gallotti, aos 58 anos, vítima de câncer

Músico era fundador de tradicionais rodas de samba no Rio de Janeiro

-

Fernando Melo
Web redator especialista em Celebridades com passagens por diversos sites de entretenimento.

@siteareavip

Instagram

Veja também

- Continua após o Banner -

Eduardo Gallotti (Foto: Reprodução/Instagram)
Eduardo Gallotti (Foto: Reprodução/Instagram)

- Continua após o anúncio -

Luto! Morreu na madrugada desta quinta-feira, 12 de maio, um dos maiores compositores do Brasil, Eduardo Gallotti, aos 58 anos, vítima de um câncer. Sendo assim, de acordo com as primeiras informações divulgadas pelo jornal O Globo, o artista lutava contra a doença há alguns anos, mas acabou não resistindo a mesma.

Dessa forma, Eduardo Gallotti que ficou conhecido por fundar uma das mais tradicionais rodas de samba no Rio de Janeiro, lutava contra um câncer em suas cordas vocais. No entanto, em recente entrevista ao jornal O Globo, Galo, como era chamado por amigos, desabafou sobre a sua doença e confessou que o que mais lhe encantava era ‘estar vivo’.

+Morre pai de Bruno, da dupla com Marrone

- Continua após o anúncio -

“Estou lutando, vou vencer. Nos últimos tempos o que mais me deixa feliz é poder estar vivo e levar a música para as pessoas, amo trabalhar e minhas rodas me emocionam”, revelou ele, à época. Entretanto, Eduardo foi fundador de rodas de samba tradicionais no Rio de Janeiro, como a do Candongueiro (Niterói), do Sobrenatural (em Santa Teresa), do Severyna (em Laranjeiras) e do Mandrake (em Botafogo).

Mais sobre a matéria de Eduardo Gallotti

Sendo assim, vale lembrar que, o cantor fez parte dos grupos de pesquisa musical ‘Diz Isso Cantando’ e ‘Éramos Seis’, com o qual participou da novela “Kananga do Japão”. Por sinal, Galo ainda integrou a Orquestra Republicana e o grupo Anjos da Lua, nos anos 2000.

- Continua após o anúncio -

+Pai da ex-BBB22 Lina morre em São Paulo

Em suma, Gallotti ainda compôs para blocos do carnaval como “Simpatia á quase Amor”, “Suvaco do Cristo”, “Bloco da Segunda”, “Barbas”, “Meu Bem Volto Já”, “Imprensa que Eu Gamo”, entre outros. Além disso, ele ainda dividiu o palco, tocando e cantando, com Elza Soares, Paulinho da Viola, Elton Medeiros, entre outros famosos.

- Continua após o anúncio -

+ Novidade: Área VIP no Telegram – Clique Aqui e fique por dentro!

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP – TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos FamososClique Aqui!

Adicione no Whatsapp
Fernando Melo
Web redator especialista em Celebridades com passagens por diversos sites de entretenimento.

Últimas TV & Famosos