Nick Carter/Instagram
Nick Carter/Instagram

A cantora americana Melissa Schuman, foi à delegacia para abrir uma queixa contra o cantor Nick Carter, do Backstreet Boys. Em novembro do ano passado, ela revelou ter sido violentada pelo músico e agora foi formalizar sua acusação de estupro.

Melissa relatou na Web que havia sido forçada a fazer sexo com o cantor em 2003, quando tinha 18 anos, enquanto ele 22. Nick Carter nega essa acusação.

Ele estava ciente de que eu era virgem e seguia os valores religiosos cristãos conservadores. Eu falava sobre isso. Todo mundo sabia disso, incluindo meus representantes“, escreveu.

Eu disse a ele que não queria ir mais longe. Ele não escutou. Ele não se importava. Ele me disse: ‘Não se preocupe, eu não vou contar a ninguém“.

Melissa diz que Carter sussurrava em seu ouvido a todo o momento: “Eu poderia ser seu marido“.

Melissa Schuman/Instagram
Melissa Schuman/Instagram

A cantora usou o Twitter para desabafar e encorajar outras meninas: “Estou finalmente fazendo o que eu não conseguiria fazer nunca. Estou prestando queixa. O tempo acabou. Seja corajosa.

Segundo informações da People, a cantora foi até uma delegacia para fazer uma acusação formal de tudo o que aconteceu. No departamento de polícia de Santa Monica, ela prestou queixa sobre o incidente e, agora, uma investigação irá começar.

Fãs de Nick Carter associam denúncia à passagens de livro

Nesta quarta-feira, fãs do Backstreet Boy associaram a denúncia de Melissa Schuman a depoimentos de Nick Carter no livro autobiográfico “Facing the Music And Living to Talk About it (“Encarando a música e vivendo para falar disso”, em tradução livre)” (2012).

Em seu livro conta histórias de noites em que se embriagou e usou de drogas, cita as vezes em que foi preso e recomenda que os leitores busquem a ajuda que ele nunca procurou.

Colaborou: Amanda Iglesias



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here