MSN

segunda-feira, 22 de julho de 2024

Priscila Fantin quebra o silêncio e comenta diagnóstico de depressão

A atriz ainda comentou sobre a reprise de 'Alma Gêmea', na TV Globo

-

-

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.
Priscila Fantin
Priscila Fantin – Foto: YouTube

A atriz Priscila Fantin, de 41 anos de idade, quebrou o silêncio ao comentar com maiores detalhes o diagnóstico de depressão que recebeu ainda em sua juventude. A artista ainda aproveitou a oportunidade e falou sobre a reprise de ‘Alma Gêmea’, a qual viveu Serena.

- Continua após o anúncio -

Em entrevista concedida ao jornal ‘O Globo’, Priscila Fantin abriu o coração ao falar sobre a volta da novela das 18h dentro do ‘Vale a Pena Ver de Novo’. “Não tem outra emoção possível: estou feliz e grata. É uma obra-prima, uma trama que foi um fenômeno e sempre será. É uma novela curativa. Todos os núcleos têm uma lição positiva“, contou ela.

+ Priscila Fantin pode voltar às novelas em Êta Mundo Bom! 2

Adiante, Priscila falou sobre o diagnóstico de depressão que recebeu quando ainda era jovem, aos 26 anos. “Aos 26 anos, tive o diagnóstico de fato, mas, hoje, sei como a depressão age no nosso organismo, na nossa cabeça e no nosso comportamento. Posso dizer que já carregava uma tristeza profunda desde uns 19 anos“, revelou ela.

- Continua após o anúncio -

Na sequência, a atriz confessou que demorou muito para entender os sintomas da doença e enfatizou: “A depressão ocorre por deficiências de neurotransmissores e de produção de determinadas substâncias no meu organismo. Tenho sempre que estar cuidando. Existem manobras para me manter saudável, mas ela pode se instalar de novo. É sempre uma relação intensa com a minha condição. Tento lidar com o maior carinho, cuidado, paciência e respeito comigo mesma. Senão, fica pesado demais“, explicou.

Priscila Fantin enfrenta depressão de peito aberto

Ao fim da conversa, Priscila Fantin enfatizou que nunca deixou que a doença atrapalha-se seus trabalhos, seja na TV ou teatro. “A depressão nunca afetou meu trabalho. Não houve consequência para a minha interpretação e para a vida das personagens. Em “Alma Gêmea”, não tinha o diagnóstico, o peso de saber e o tratamento. Mas a Serena, por si só, já é um antidepressivo. Vivenciar as minhas personagens é um antídoto“, comentou ela.

- Continua após o anúncio -

+ Priscila Fantin, a Serena de ‘Alma Gêmea’, por onde anda? Veja

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.