quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Últimas

Repórter da Globo expõe abandono do pai: “Vazio é grande”

-

Fernando Melo
Web redator especialista em Celebridades com passagens por diversos sites de entretenimento.

Comente

Veja também

- Continua após o Banner -

A repórter Rita Batista expôs história pessoal no Encontro — Foto: TV Globo
A repórter Rita Batista expôs história pessoal no Encontro — Foto: TV Globo

- Continua após o anúncio -

O Encontro com Fátima Bernardes desta última quarta-feira, 06 de outubro, chamou atenção dos telespectadores, ao se depararem com o depoimento emocionante de Rita. Isso porque a repórter da TV Globo expôs o abandono sofrida por ela, por parte do seu pai.

Dessa forma, no Encontro da TV Globo, a repórter Rita Batista abriu o coração ao comentar que nem em seu RG está o nome do homem que lhe colocou no mundo. De acordo com a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais, nos últimos quatro anos, o percentual de brasileiros sem o registro do pai cresceu. Em 2021, 6,3% dos bebês nascidos no Brasil – cerca de 100 mil bebês – não têm o nome do pai na certidão de nascimento.

+Ivete Sangalo deseja nova temporada do The Masked Singer Brasil na Globo: “Altíssimo nível”

- Continua após o anúncio -

Além disso, na atração da Globo Fátima Bernardes conversou com a jornalista Rita Batista que desabafou sobre o abandono. “Logo que recebi a pauta vi que tinha a ver com a minha história. O espaço vazio, não só nos documentos, como dentro da gente, é igual”, contou a repórter do programa.

Mais sobre a matéria da repórter Rita Batista da Globo

Sendo assim, ela ainda comenta que foi criada pela avó e pelo tio materno. “Eu tive esse suporte suprido, mas estou na busca pelo meu pai e digo que vale a pena. Ainda estou no processo.”

- Continua após o anúncio -

+Fabio Porchat desabafa sobre programa da Globo: “Estou proibido por contrato”

Rita por muitas vezes tentou buscar o pai, desistiu outras tantas. “Há três anos, quando o meu filho nasceu, tomei isso como uma sentença. A maternidade muda a gente. E eu só tenho referências maternas. Saber as outras referências fazem toda a diferença. Eu tenho sardas, uma condição genética que não existe na família da minha mãe, ou seja, veio do meu pai. Quero descobrir. É um direito de todo mundo”, disse ela emocionada, e ainda deixou um recado.

“Aos filhos que não foram reconhecidos pelos seus pais, isso não é vergonha, não é defeito, e para as mães solo, deixem um pouquinho a fantasia de mulher-maravilha e vão buscar o direito dos seus filhos. Eu sei que o caminho não é fácil, mas é possível.”

- Continua após o anúncio -

+ Novidade: Área VIP no Telegram – Clique Aqui e fique por dentro!

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP – TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos FamososClique Aqui!

Fernando Melo
Web redator especialista em Celebridades com passagens por diversos sites de entretenimento.

Últimas TV & Famosos