Divulgação/TV Globo

Ao que tudo indica, Natalie (Deborah Secco) dará a volta por cima em “Insensato coração”. De acordo com a coluna de Patrícia Kogut, um dos desfechos criados pelos autores Gilberto Braga e Ricardo Linhares para a novela, a loura será eleita deputada federal. Mas não sem antes passar por alguns apuros.

Em cenas enviadas à produção do folhetim, Natalie terá de suar a camisa num restaurante antes de chegar a Brasília. Depois de tentar dar um golpe no próprio irmão, a loura levará a maior bronca de sua mãe, Haidê (Rosi Campos), que ameaçará deixá-la sozinha no apartamento do Horto.

Desesperada, resolverá fazer o que sua mãe sempre desejou: procurar um emprego com carteira assinada. E assim, acabará trabalhando como recepcionista de um restaurante. Entre os clientes, estará Gilda (Helena Fernandes), que ficará impressionada ao vê-la ali.

Mas o orgulho e a alegria de Haidê durarão pouco: com a prisão de Cortez (Herson Capri), a revista “Fogo alto” fará um novo convite a Natalie para posar despida. Desta vez, como a “musa do impunidade zero”. O cachê será de um milhão de reais.

— Para tudo! Natalie Lamour is back! – irá comemorar a subcelebridade, ao receber o convite.

No dia do lançamento da revista, um homem de cerca de 60 anos se aproximará de Natalie e, identificando-se como Valdemir Prudente, presidente do Partido da Moralidade Pública, a convidará a se candidatar nas eleições.

Natalie não só aceitará participar das eleições como será uma das deputadas mais votadas. E acabará em Brasília, com Roni (Leonardo Miggiorin) como seu assessor.







1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here