Tomás pede desculpas para Ivonete. Ela o manda sair. Ivonete diz que nunca mais quer ver Tomás porque ele é igual a Vilma. Vilma encontra Tomás no corredor do hospital. Tomás não fala com ela. Vilma tenta conversar com Tomás. Ele segura o braço de Vilma com raiva e diz que não tem nada para falar com ela. Diego diz para Antônio que ele não vai conseguir esconder de Beatriz que vai praticar um assalto. Antônio diz que não quer envolver Beatriz. Antônio diz para Diego inventar um currículo falso para Manu se empregar na loja de carros usados. Ivonete agradece Eurico pelo trabalho dos bombeiros para resgatá-la. Andressa diz para Miguel que eles deveriam contratar um segurança para se protegerem de Vilma. Miguel diz que vai falar com Fausto para ele indicar uma pessoa. Andressa diz que Xavier pode dar apoio a eles. Miguel aceita. Vilma invade o quarto de Ivonete. Vilma diz que é uma pena que Ivonete não tenha morrido no acidente e vai embora. Ivonete diz que quem vai morrer é Vilma. Demoro chega perto da barraca de Lincon. Lincon pega a arma. Ele nota que é Demoro e esconde a arma. Demoro diz para Lincon que trouxe comida. Demoro diz que Lincon já está escondido há três meses e não pode ficar nesta situação. Lincon diz que vai dar um jeito. Demoro encontra a arma de Lincon. Lincon tenta pegá-la, mas Demoro não deixa. Na disputa a arma acaba disparando. Miguel escuta o barulho de tiro e corre atrás para ver quem disparou a arma. Demorô diz que Lincon não devia ter atirado, porque o tiro podia pegar neles. Lincon diz que arma é para se proteger. Demoro diz que é para assaltar. Demoro vai jogar a arma fora, quando Miguel chega. Miguel pergunta o que ele faz com a arma. Lincon diz que a arma é dele. Lincon diz que Demoro o está ajudando a sair do crime. Andressa diz que Demoro não podia mentir para ela. Demoro entrega a arma para Miguel. Marreta diz para Manu que ela vai se chamar Bruna para poder trabalhar na loja de carros usados. Raissa vai tirar satisfação com Telma porque ela tratou mal Gabriel. Andressa diz que não vai entregar Lincon para a polícia, mas que ele não pode morar escondido na mata. Miguel diz que Lincon pode morar na cabana e diz que vai arranjar um emprego para ele. Telma e Raissa brigam no meio da pensão. Mercedes separa a briga. Beatriz diz para Antônio que ele está mentindo, quando fala que não precisará do dinheiro dela para investir no bar. Guilherme ajuda Leo a fazer o treinamento para ser bombeiro. Antônio entrega uma roupa mais séria para Manu fazer a entrevista na loja de carro. Vilma se arruma para voltar a trabalhar na fábrica. Beatriz chega em casa e diz para ela não voltar. Vilma diz que Beatriz não está bem da cabeça. Vilma vai embora para a fábrica. Beatriz diz para Darlene que Vilma vai se arrepender de voltar para a fábrica. Carolina diz para Pedro que vai trabalhar na fábrica para ver o como vai ser a volta de Vilma. Manu é aprovada para trabalhar na loja de carros usados. Carolina diz que é para todos os funcionários ignorarem a presença de Vilma. Roberto avisa que Carolina pediu para ele continuar como presidente da fábrica. Carolina diz à Vilma que deseja para ela um péssimo retorno. Vilma repara que tem duas câmeras instaladas na sala. Tomás diz que ele mandou instalar. Vilma diz que eles não podem fazer isto com ela. Tomás diz que foi aprovado pela presidência da fábrica que ela tem que ser vigiado como um animal selvagem. Lourdes chega na sala de Vilma e deixa uma encomenda. Vilma fica encafifada com a caixa. Roberto diz para Carolina que tem medo de Vilma tentar fazer alguma coisa. Tomás observa Vilma. Vilma abre a caixa que tem uma máscara contra gases e um bilhete. Vilma tenta ir a janela para ver quem deixou a caixa, mas uma explosão acontece. Vilma coloca a máscara contra gás. Lourdes, Suelen, Raissa gritam assustadas com as explosões. A fábrica fica cheia de fumaça. Tomás chega correndo e avisa que a fábrica está explodindo.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here