Foto: Luciana Marques
A família Falabella compareceu em peso na noite desta terça-feira na Casa da Gávea, no Rio, para prestigiar a estréia de Cyntia Falabella, ao lado de Emilio Orciollo Netto, na peça “O cara que dançou”. Com texto de Mário Bertolotto e direção de Michel Bercovitch, a montagem fala da relação entre a loucura e a sanidade, o ódio e o amor, a falta de diálogo e a solidão.

Para Débora, que compareceu no local junto com os pais Rogério Falabella e Maria Olímpia, foi um momento especial a atuação da irmã: “sou super fã dela, adorei, ela começou antes de mim, sou até suspeita prá falar”. Cyntia, que está morando agora junto com a irmã no Rio, diz que a família sempre deu muito força: ” a nossa família é ligada à arte, minha mãe é cantora e meu pai escreve peças e também é ator, e com a Débora, sempre existe uma troca legal, a gente sempre conversa sobre o trabalho”.

Emílio Orciollo Netto, que também produziu a peça disse que estava realizando um sonho: “é muito bom atuar num texto que a gente gosta, o Bertolotto não tem medo de trabalhar um universo ácido, incômodo, as pessoas vão gostar ou odiar, mas prá mim como ator é um baita exercício, a gente pode soltar os bichos no palco, vivenciar as emoções que só o teatro proporciona”.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here