Sílvia perdeu a noção do perigo. Decidida a vingar-se de Ferraço, que não tem mais lhe dado bola, a morena de franja sai no meio da noite, só de sobretudo. E vai se encontrar com quem? João Batista, o motorista que, segundo ela, tem cheiro de suor de cavalo. E talvez por isso lhe seja tão atraente.

Os dois se encontram em um hotel de beira de estrada. Quando entram no quarto, ela o manda cair de joelhos e beijar seus pés, o que João Batista obedece prontamente. Sílvia o chama de patético e, com a perna, o empurra no chão.

Os dois ficam num jogo de gato e rato, ela ofendendo o motorista, este se fazendo de subserviente. Mas quando Sílvia dá um tapa em João Batista, ele encrespa. Mas é um misto de raiva e atração, pois ele parte para cima dela. Os dois ficam juntos, mas, ainda assim, com uma restrição. “Beijo na boca não!!! Não esqueça o seu lugar!”, diz a patroa para o empregado.

Depois do encontro, Sílvia volta para casa. Deita ao lado de Ferraço e dorme. Sem saber por onde andou a noiva, o empresário se choca ao ver uma marca roxa no pescoço dela. Sorri, ao entender tudo. Esta marca será sua desculpa para livrar-se de Sílvia.

A cena deve ser exibida a partir de segunda-feira, dia 14/04.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here