O final do ano está chegando. Época de balanços. Por isso, a partir de hoje, aqui no Área Vip, vamos avaliar o que deu certo e o que não funcionou em 2003 na televisão brasileira. O MICO DO ANO: ... Leia mais:

O final do ano está chegando. Época de balanços. Por isso, a partir de hoje, aqui no Área Vip, vamos avaliar o que deu certo e o que não funcionou em 2003 na televisão brasileira.

O MICO DO ANO: Ninguém esperava pelo escorregão que Gugu Liberato e sua equipe deram com a falsa entrevista com integrantes do PCC. A reportagem montada foi a grande lição de 2003: jornalismo e show não combinam e quando essa mistura acontece tem que ser tratada com muita cautela e sensibilidade. O erro do Domingo Legal foi um alerta para outros programas, principalmente para os telebarracos e jornais popularescos do início da noite. Quem apostou que Gugu Liberato fosse dar a volta por cima, se enganou. O apresentador vem tendo dificuldades para administrar sua imagem e a audiência não reage. Vai demorar um pouco para o Domingo Legal voltar ao seu patamar de vitórias.

O ACERTO DO ANO: Manoel Carlos deu um show de criação com Mulheres Apaixonadas. A novela alcançou altos índices de audiência, misturou assuntos do cotidiano com os romances tradicionais dos folhetins brasileiros. A trama levou o telespectador a discutir muitos assuntos, entre eles o alcoolismo feminino, o ciúme descontrolado, o homossexualismo e a violência nas grandes cidades. A novela terminou bem, mesmo colocando o triângulo amoroso em segundo plano, mas deu um sinal importante para a Rede Globo: é necessário voltar a escrever com antecedência. Produção e elenco estão esgotados com o ritmo “moderno” das telenovelas brasileiras.

Amanhã, tem mais análises do ano. E na sua opinião, o que foi bom e o que não funcionou na televisão nesse ano que está terminando? Clique aqui e participe.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here