Na noite desta segunda-feira, dia 21/06, às 23h, o programa jornalístico da Record especializado em matérias investigativas exibe um flagrante exclusivo: tráfico de cocaína no meio da rua, sem qualquer repressão da Polícia. Nenhum morador tem coragem de reclamar do barulho provocado por imensas caixas de som. Ambulantes são obrigados a pedir autorização ao comando da facção que domina os presídios de São Paulo para montar uma barraca na calçada durante a balada do crime.

Os repórteres da Record entram em um ônibus lotado de jovens a caminho de uma festa rave e testemunham o uso indiscriminado de lança-perfume. Todos os passageiros sabem que embarcam numa viagem perigosa. Para a maioria, aliás, é essa a grande atração da balada: o flerte com um limite fatal. Em outra festa promovida por bandidos em uma cidade da Grande São Paulo, a quantidade de maconha consumida pelos frequentadores impressiona. Testemunhas contam ao Repórter Record que é comum discussões terminarem em tiroteio. A trilha sonora? Funks com letras que exaltam os mandos e desmandos dos chefões do crime. Na praia, os dias de folga conhecidos como "Semana do Saco Cheio" funcionam como o pretexto ideal para o uso excessivo de álcool e drogas. Longe do olhar dos pais, os jovens dão passos perigosos rumo a uma liberdade que extrapola a lei.

Em Israel, o Repórter Record revela a invasão do khat nas baladas de Tel Aviv. A droga, que contém o alcalóide chamado catinona (estimulante similar à anfetamina), provoca excitação e euforia no usuário.

E ainda: o drama de pais que tiveram suas vidas transformadas por causa de uma balada. A mãe que não sabe mais o que fazer com o filho, antigo usuário de cocaína em festas raves e agora, viciado em crack. E o pai de um jovem morto por espancamento na saída de uma festa.

Baladas proibidas. Apresentado por Marcos Hummel, o Repórter Record vai ao ar na segunda-feira (21), às 23h.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here