Marcelo de Carvalho – Reprodução/YouTube

O clima não está nada bom nos bastidores da RedeTV!. Conforme você leitor já pôde ter acompanhado aqui no seu Área VIP, inúmeros cortes em massa estão sendo realizados em vários setores da emissora. Numa reunião realizada na noite desta última terça-feira (22), entre representantes dos sindicatos dos Jornalistas e Radialistas, houve um gigantesco impasse para a solução desta nova problemática.

+ RedeTV! planeja contratar autores da Globo em 2020

Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do portal UOL, centenas de funcionários da emissora estão em “estado de greve”, e, num comunicado oficial divulgado, a emissora de Osasco revelou os motivos reais para a decisão desta medida arriscada. Os jornalistas recebem em torno de cinco horas de salário e mais duas horas extras.

+ Produtora faz grave acusação contra a RedeTV!

Boa parte dos funcionários ão chegam a trabalhar apenas de sete a oito horas, e sim chegam a estender numa jornada de dez à doze horas, incluindo horários extras em um banco de horas. A RedeTV! representaria um corte nos salários brutos recebidos de jornalistas em torno de 42%, e no de radialistas, em torno de 40%.

Mesmo diante das suas tentativas de investimento na programação, a emissora reconhece as dificuldades financeiras, além da perda de vários horários de sua grade de programação para conteúdo religioso nos últimos meses.

+ Funcionários da RedeTV! são convocados para trabalhar de graça no casamento do patrão, diz site

Confira na íntegra, o comunicado divulgado pela RedeTV!:

“A RedeTV! promove atualmente uma reestruturação de custos em vários departamentos. Trata-se de uma série de medidas para adequar a empresa após anos de retração do mercado de televisão, como é de conhecimento geral. Essa realidade é comprovada pelo fato de outras empresas do setor terem recentemente tomado medidas duríssimas, incluindo grandes cortes, conforme amplamente noticiado.

Enquanto isso ocorria, a RedeTV! não só não promoveu nenhum ajuste como, ao contrário, seguiu expandindo vários setores. Porém, ajustes se fazem necessários visando a continuidade saudável da empresa no momento de austeridade atual.

Por último, a emissora deixa claro que, como nestes vinte últimos anos tem feito, seguirá acreditando no mercado e no país e, com certeza, com o previsto reaquecimento da economia serão retomados os investimentos, razão pela qual conta, como sempre, com o apoio e o comprometimento dos colaboradores. Assina: RedeTV!”.

Veja também:

RedeTV! promove cortes em massa e funcionários ameaçam greve



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here