MSN

terça-feira, 16 de julho de 2024

Datena solta o verbo após governo decidir criar regras para garantir acesso a água em shows

Âncora do Brasil Urgente comentou a decisão do Ministro Flávio Dino ao vivo

-

-

Colaboradores
Colaboradores
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!
Datena (Reprodução: Band TV)
Datena (Reprodução: Band TV)

Neste sábado, 18 de novembro, José Luiz Datena informou em seu programa que o governo brasileiro decidiu criar uma nova regra para garantir acesso a água em shows após a morte da fã da cantora Taylor Swift, Ana Clara Benevides, no show ocorrido na noite da última sexta-feira, 17, no Rio de Janeiro.

- Continua após o anúncio -

Tudo começou quando o repórter do Brasil Urgente, Túlio Amâncio, diretamente de Brasília, informou que Flávio Dino, Ministro da Justiça e da Segurança Pública, trouxe a regra do governo federal: ”O que a gente traz de destaque aqui foi a mobilização do governo federal, principalmente o Ministério da Justiça, sobre a questão da morte da moça de 23 anos no show da Taylor Swift. Acabou de sair uma portaria, tem pouco mais de uma hora, do ministério da Justiça, onde a partir de hoje, esse show e qualquer outro no Brasil, os organizadores não vão poder proibir entrada de garrafa de água, não. Em situações extremas, eles [empresas que organizam os eventos] terão que dar água de graça”, contou o integrante do telejornal.

+ Joel Datena revela que o pai recebeu alta e expõe quando ele voltará ao ‘Brasil Urgente’

Sendo assim, Datena comentou sobre a decisão da Justiça e elogiou: ”Fez muito bem o governo de tomar essa atitude. Foi o Dino que tomou essa atitude? Fez muito bem. Parabéns, Flávio Dino. Está certo mesmo. Vê se consegue falar com ele ai [produção”, iniciou o apresentador. O titular do ‘Brasil Urgente’ criticou o impedimento do público de entrar com água nos estádios, soltando o verbo no ar: ”Nos estádios do Brasil os caras entram com cocaína, maconha, faca e não pode entrar com água? Isso é o fim do mundo. Ela é uma grande cantora, fantástica. Mas, coitados dos fãs passaram mal e a moça morreu. Gostei dessa decisão do governo, foi boa e acertada”, disse ele.

- Continua após o anúncio -

No final de seu comentário, Datena ainda destacou como estava a temperatura do Rio de Janeiro na última sexta-feira, dia que ocorreu o show da cantora internacional: ”Como não pode entrar com água dentro de estádio com 59 graus de sensação térmica lá no Rio de Janeiro?”, finalizou o contratado da Band.

+ Taylor Swift lamenta morte de fã após show no Rio: “coração partido”

- Continua após o anúncio -

Confira:

Colaborou: Matheus Nunes

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Colaboradores
Colaboradores
Venha fazer parte da nossa equipe de colaboradores! Saiba mais!