Almoço servido na Casa Luxo. Dourado critica Lia pela sua suposta falta de cuidado com a saúde, dizendo que sua postura é de "filhinha da mamãe". "Eu, filhinha da mamãe? Filhinha da mamãe eu não sou!", revolta-se Lia. Ela reclama do lutador, dizendo que ele não conhece a história ou a família dela para dizer isso. "Você vai retirar isso que você falou", diz a dançarina depois de levantar-se da mesa.

Ela vai servir-se de um copo d′água. "Eu não quero mais comer", dispara Lia. Dourado continua almoçando e acaba sozinho na mesa.

Ela retorna e eles continuam a discussão. Ele diz que não está metendo a mãe dela no meio. Ela diz que, enquanto ele lhe dava conselhos para cuidar do seu joelho ou de sua pele, ela aceitava, pois estava concordando, mas insiste que ele não poderia chamá-la de "filhinha da mamãe". "Você não conhece minha mãe", reclama Lia.

“Você vai continuar pobre de espírito”, diz Lia. Dourado a acusa de ultrapassar os limites dela. “O seu limite é o limite dos outros, você deveria ter mais responsabilidade e se cuidar, pois nós somos uma equipe”, diz o lutador. “E eu não participo das provas de resistência? Eu não fico lá fora dando força? A sua história é sempre a mais sofrida, mas você não conhece a minha. Perdi a paciência”, diz Lia. “Você acha que é casca grossa? Eu posso ser muito mais que você”, ameaça Lia.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here