MSN

terça-feira, 25 de junho de 2024

Aline Borges, a Zuleica de Pantanal, fala sobre convite para novela e racismo

Atriz desabafou e explicou convite para viver personagem em Pantanal

-

-

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.
Aline Borges como Zuleica de Pantanal
Aline Borges como Zuleica de Pantanal – Foto: Fábio Rocha/Globo

Aline Borges, atriz e atualmente interprete de Zuleica em Pantanal na TV Globo, abriu o coração ao falar sobre o convite que recebeu para viver a personagem no horário nobre e também falar sobre o racismo no país. Sendo assim, a famosa iniciou o tema explicando como surgiu a ideia dela integrar o elenco do folhetim.

- Continua após o anúncio -

Dessa forma, para revista Quem, Aline Borges contou como Bruno Luperi lhe convidou para viver Zuleica em Pantanal. “O Bruno Luperi, nosso autor, é um homem consciente e antirracista. Ele optou por trazer essa família preta para discutir questões que são mais do que urgentes”, afirma a atriz.

+ Aline Borges emociona ao compartilhar vídeo do Pantanal: “inesquecível”

No entanto, Aline ainda continuou e falou sobre a diversidade. “É uma luta que ainda precisa ser muito debatida para que a gente tenha um progresso lá na frente. Talvez a minha neta veja um progresso que eu não vi, que minha filha não viu…Infelizmente, a gente não tem um governo que entenda a necessidade de expansão de consciência de abraçar a luta antirracista. O racismo estrutural é muito bem enraizado. Muita gente fala que não é racista e que nossa luta é mi-mi-mi. Enquanto tiver pessoas pensando dessa forma, a luta se torna ainda mais vagarosa. A educação antirracista é importante desde a infância para que a gente tenha seres humanos conscientes da necessidade de transformação”, conta.

- Continua após o anúncio -

Mais sobre a matéria de Aline Borges

Sendo assim, a atriz ainda relembrou alguns trabalhos na TV: “Minha primeira novela foi Coração de Estudante, fazendo papel de copeira. Depois Celebridade, como uma empregada. Fiz uma série de participações e personagens estereotipados, sabe? Nunca parei, sempre fiz teatro, fiz teatro de rua, viajei com teatro. Sempre acreditei na minha carreira e investi nela. Não venho de família com tradição artística. Meus pais nunca botaram fé na minha profissão”, afirma ela.

+ Aline Borges dá spoiler sobre Pantanal da TV Globo

- Continua após o anúncio -

Além disso, Aline ainda completa: “É poderoso acreditar nos sonhos. Não fui ensinada a acreditar neles. Depois de reconhecer minha negritude e me reconectar com minha ancestralidade, percebi minha potência.”

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Fernando Melo
Fernando Melo
Colunista sobre o mundo da TV, celebridades, influencers e personalidades da mídia em geral, atuante no segmento desde 2012, com passagens por diversos sites. No Área VIP, além de colunista, é coordenador de redação.