foto: Reprodução

A cantora Amy Winehouse morreu devido a excesso de álcool, revelou nesta quarta-feira a polícia britânica. Segundo a investigação sobre a causa da morte da cantora, ela tinha mais de cinco vezes o limite de álcool no sangue permitido para dirigir.

Segundo o jornal “Guardian”, a morte foi provocada por “envenenamento por álcool” e considerada acidental.

“Havia consumido álcool suficiente, com 416 miligramas por decilitro (de sangue), e a consequência não deliberada deste nível potencialmente fatal foi sua repentina e inesperada morte”, indicou a responsável pela investigação judicial, Suzanne Greenway.

De acordo com a Folha online, a cantora morreu em sua casa dia 23 de julho e, segundo a autópsia, não tinha consumido nenhuma substância ilegal.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here