Bruno Cabrerizo - Divulgação/TV Globo
Bruno Cabrerizo – Divulgação/TV Globo

Na próxima segunda-feira (19), chega ao fim na tela da TV Globo, a novela “Tempo de Amar“, exibida no horário das 18h, e escrita pelo autor Alcides Nogueira. Em entrevista, o ator Bruno Cabrerizo, que interpreta o protagonista da história, Inácio, disse que não tem torcida para o desfecho de Maria Vitória (Vitória Strada) na trama.

Acontece que o público da novela está dividido entre Vicente (Bruno Ferrari) e Inácio, para ter um final feliz ao lado de Maria Vitória.

“Sei que a repercussão é grande porque ouvi falar, mas não pesquiso sobre o assunto. Eu não julgo o final e não cabe a mim decidir. Eu tenho que manter uma distância. Deixo isso para o público. Claro que o ‘com quem vai ficar’ é interessante para a trama, desperta o interesse e mexe com a imaginação das pessoas”, falou o ator em entrevista a Patrícia Kogut.

Esse é o primeiro trabalho do português, no Brasil. Segundo ele, o seu trabalho na novela teve um saldo positivo: “A novela funcionou e vamos terminar muito bem. Se quiser pode chamar de sorte, mas eu caí justamente em um projeto com elenco, direção e produção excelentes.”

Para ele, a maior dificuldade que teve que encarar na trama, foi o período em que o seu personagem ficou cego: “Foi difícil, precisava ter muita concentração. Em alguns dias, eu tinha bastante dor de cabeça. Eram vários detalhes. Tive uma consultoria do pessoal do Instituto Benjamin Constant (centro de referência na área da deficiência visual), que me ajudou muito em toda a parte técnica. É a minha primeira novela na Globo, sou o protagonista. Então, tem toda uma pressão em cima. Fiquei um pouco assustado, mas tudo correu bem.”

Depois que a novela chegar ao fim, Bruno pretende voltar para a Europa, onde encontrará os filhos, que moram na Itália. “Não é fácil (ficar longe). Claro que sofro com essa distância. Falamos todos os dias por chamadas de vídeo e essas ligações são uma forma de amenizar a saudade. O pequeno ainda não entende muito. A mais velha, às vezes, cobra, mas a gente conversa e eu explico que é meu trabalho”, falou ele.





DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here