Brad Pitt/Instagram/Foto:ryanmcginleystudios
Brad Pitt/Instagram/Foto:ryanmcginleystudios

O ator norte-americano Brad Pitt, resolveu quebrar o silêncio e concedeu a sua primeira entrevista sobre o polêmico divórcio de seu casamento com Angelina Jolie, à revista GQ Style.

Na conversa, o galã admitiu o consumo excessivo de álcool, de maconha e uma vida inteira de distância emocional dos outros, além de uma criação familiar, considerada por ele como machista, seriam fatores que levaram ao divórcio: “Aprendi que o homem é quem manda, é quem sabe de tudo. O forte que não tem dúvidas. E esse conceito me deu um soco na cara após o divórcio”.

Durante a entrevista, Brad revelou que começou a fazer terapia, parou de beber e fumar maconha. Para ele, o mais difícil foi largar o álcool:

Eu não consigo lembrar um dia, desde que eu saí da faculdade, que eu não tenha bebido ou fumado, ou algo assim. E você percebe que é muito. E que estou ficando sem sentimentos. Eu estou muito, muito feliz de ter rompido com isso tudo. Eu tinha parado com tudo, exceto bebida, quando eu comecei a minha família. Mas mesmo neste ano, coisas que eu não consegui lidar. Eu estava bebendo muito. Isso se tornou um problema”, contou o ator, que comemorou a nova fase: “Acho que faz parte do desafio humano. Ou você esconde e nega seus sentimentos, ou você responde a eles e evolui“, disse o protagonista de “O Curioso Caso de Benjamin Button”.

Pitt ainda comentou que ele e Jolie estão fazendo o melhor para que o divórcio afete o menos possível a vida de seus filhos: “Eu ouvi um advogado dizer ‘ninguém vence no tribunal, é só uma questão de quem se machuca mais’. E isso parece ser verdade. Você passa um ano focado em construir um caso que prova seu ponto de vista e porque você está certo e outro lado está errado, e é um investimento tão cheio de ódio. Eu apenas recuso isso. E felizmente minha parceira nisso concorda. É muito, muito desgastante para as crianças“.

O galã ainda disse a atriz está lidando com a separação de forma carinhosa e cuidadosa, e que os dois estão tendo muitas conversas com os filhos, preocupados com o futuro deles:

Traz muitas questões do passado que nós não falamos. Então o foco é que todos nós possamos sair mais fortes e pessoas melhores disso”, comentou. Brad também afirmou que não queria enfrentar o divórcio. “Eu não queria o divórcio. A primeira vontade é de lutar. E então você vira um clichê: ‘ se você ama alguém, deixa ela livre’. Agora eu sei o que isso significa, sentindo. Significa amar sem posse. Significa não esperar nada em retorno“, afirmou o ator.

Angelina Jolie e Brad Pitt estavam juntos desde 2004 e oficializaram o casamento em agosto de 2014. Os astros decidiram se separar em setembro do ano passado. Os dois são papais de seis crianças, sendo três biológicos; Shiloh e os gêmeos Knox e Vivienne. O cambojano Maddox, o vietnamita Pax e a etíope Zahara foram adotados pelo casal.

Colaborou Paulo Freitas



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here