Luciana Gimenez – Reprodução/RedeTV

Torta de climão. Servidos? O ‘Superpop’ desta última quarta-feira (22), trouxe o debate do funk, e no programa de Luciana Gimenez, rolou uma troca de farpas daquelas, ao vivo, entre Renata Frisson, a Mulher Melão, e Suelem Cury, ex-funkeira que ficou conhecida por ser a Mulher Pêra. A artista, hoje empresária, abandonou os palcos, e contou que antes era “inocente” e “boba”.

“Você não era tão bobinha assim, ninguém te obrigava a nada. Você está cuspindo no prato que comeu”, disparou Melão. “Imagina, querida, eu estou evoluindo. Você tem sua opinião. Se você continua no funk, bom para você, eu não, querida, estou evoluindo, estou crescendo, posso fazer outras coisas além do funk”, rebateu Pera. Suelem justificou que era obrigada a trabalhar com o exibicionismo do próprio corpo, e questionada por Gimenez, revelou já ter sido convidada para posar nua.

Mulher Melão e Pêra – Reprodução/RedeTV

“Acho que sou a única [mulher] Fruta que não aceitei. Imagino meu filho vendo”, explicou. “Não estou entendendo. Qual o problema, sendo que você fez tanto isso na televisão?”, questionou Renata, que foi respondida: “Eu não toparia. Eu não gosto”. “Sou artista, faço pela arte. Quando estou dentro de casa com minha família sou outra pessoa. Respeito a posição dela, mas acho tão bonito ter uma trajetória, falar ‘foi legal aquela época'”, avaliou Frisson.

A ex-mulher fruta enalteceu Anitta, pelo tamanho reconhecimento nacional e no exterior, e lamentou: “Eu me arrependo de ter vulgarizado, de ter me exposto como me expus”. “Porque antigamente era assim e você quis virar funkeira? Não estou te entendendo”, questionou Melão, de imediato, que foi rebatida pela empresária num tom elevado: “Não é que eu quis, meu amor, eu tive que seguir esse caminho para ganhar dinheiro”, respondeu.

Suelem, por fim, fez sua avaliação sobre a forma na qual pode mostrar seu talento nos palcos, sem precisar usar o corpo para tal. “Não é que eu não gosto, hoje em dia tenho outra visão. Você pode subir no palco sim, ter um grande talento, mas não precisa se expor, mostrar decote, colocar shortinho”, avaliou. Renata, então, se mostrou orgulhosa pelo crescimento do funk, e deu destaque a criminalidade do ritmo musical, lamentavelmente em existência no país. “Tenho muito orgulho de ser funkeira. Muita gente que nasceu na favela não foi pro crime por causa do funk”, pontuou.

Arrependimento

Mulher Pêra – Reprodução/Instagram

A ex-funkeira Suellem Cury, conhecida nacionalmente por ser a eterna Mulher Pêra se fez presente no ‘Superpop’, e debateu sobre o funk.

Ela, que fez sucesso na pele de uma ‘mulher-fruta’, abandou a carreira e os palcos para se casar com o empresário ricaço Jamil Cury, detentor da área comercial de uma concessionária famosa da Grande São Paulo. Desde que se casou com o homem, em bate-papo com Luciana Gimenez, a, hoje, também empresária, afirmou que a música lhe abriu inúmeras portas, porém se arrepende do exibicionismo do corpo. “O funk abriu muitas portas pra mim, mas eu me arrependo de alguma coisas, letras, girar para a plateia. Acho que não precisa disso. Antes de me casar eu já estava acordando”, explicou…. Saiba mais!

Veja também:

Acidente com cantor sertanejo deixa morto e feridos no Piauí



13 COMENTÁRIOS

  1. Ontem o programa esteve abaixo da média .
    Só foi melhorzinho, que o programa do dia anterior.
    Prefeito de São Paulo.
    A classe política nem consegue mentir mais para a população.
    Não fazem, realmente nada para o contribuinte.
    Às ruas no próximo domingo, em defesa do Presidente Bolsonaro e seus ministros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here