Deborah Secco/Instagram
Deborah Secco/Instagram

A novela das nove da Globo, Segundo Sol, escrita por João Emanuel Carneiro, tem conseguido bons índices de audiência e vem fidelizando os telespectadores que assistem diariamente à trama que é recheada de histórias polêmicas.

Quem acompanha o folhetim sabe que Karola, personagem interpretada por Deborah Secco, não é flor que se cheire e junto com Laureta (Adriana Esteves) e Remy (Wladimir Brichta) forma o núcleo de vilões da novela.

Por pior que sejam as maldades cometidas pela personagem de Deborah, uma cena que foi ao ar nesta quinta-feira (2) chocou os telespectadores e gerou diversos comentários nas redes sociais.

A cena

Apesar de ser amante de Remy no folhetim, Karola foi obrigada a fazer sexo com ele no capítulo que foi ao ar ontem. Tudo ocorreu por conta de Remy ter descoberto que Valentim (Danilo Mesquita), na verdade, é o filho que Luzia teve com Beto Falcão e foi dado como morto. O fato é que Karola mentiu e roubou a criança, criando-a como se fosse fruto de seu relacionamento com o músico. Agora ela está nas mãos de seu amante a as chantagens já começaram.

No capítulo em questão, a loira foi obrigada a se deitar com Remy sob ameaças dele contar toda a verdade a Beto e Valentim.

Deborah fala sobre a cena

Deborah Secco comentou a respeito da cena e afirmou que era uma cena difícil de assistir. Segundo a artista, algumas pessoas a questionaram se ela percebeu a violência presente naquele ato e se a cena não passou dos limites. Deborah afirmou que todos os envolvidos perceberam a complexidade do momento, sim, e que atingiram seu objetivo ao provocarem essas indagações e reações do público.

Claro que enxerguei. Claro que sentimos isso na hora de gravar. Claro que pensamos em quem passa pela situação. Mas que bom! Que bom ver o papel provocador da arte se implementar em forma de indignação. Essa é a nossa função na sociedade”, escreveu ela.

Confira o post completo da atriz:

Hoje vi pessoas angustiadas com a cena de violência entre Remy e Karola. É violência, sim. É absurdo, sim. É difícil de assistir, sim. Mas o que seria da arte se não fosse a provocação? Se não nos fizesse chorar, rir, nos indignar… ? Pra quem não viu, a cena foi a vilã sendo sexualmente violentada pelo amante. Pode até ter existido quem se divertiu com a dor dela, ter achado que ela merecia, mas a maioria me perguntou se eu tinha enxergado a violência da cena. Claro que enxerguei. Claro que sentimos isso na hora de gravar. Claro que pensamos em quem passa pela situação. Mas que bom! Que bom ver o papel provocador da arte se implementar em forma de indignação. Essa é a nossa função na sociedade. Obrigada, Karola! Obrigada, Vlad (gênio!!!), @mmedicis , Dennis e toda equipe por tornar essa representação possível e cheia de respeito. Retratar a vida é expor as feridas, é colocar a arte a serviço da sociedade. É lutar para que essa indignação seja força para mudar! Sigamos!

A post shared by Deborah Secco (@dedesecco) on

Internautas opinam sobre a cena

Muitos internautas deixaram registradas suas opiniões sobre um tema tão complexo como esse. “As duas cenas retratam as diversas formas de violência sofridas por mulheres diariamente. A sociedade que muitas vezes fingi-se ser cega para não querer dar a devida visibilidade. Os atores arrasaram em suas atuações. Não dá pra fingir que isso não existe. O machismo é culturalmente “velado” aos olhos de quem não quer ver. Se não é *comigo, pra que me importar ne?”,  “nossa essa cena foi mto triste, tambem passei muito por isso!! E pode ter certeza que existe mtas mulheres que passam por isso nesses dias atuais “modernos”, “Parabéns pelo incrível trabalho, sua personagem está ótima em todos os sentidos.. e claro q foi tudo transmitido ao público, vcs interpretaram maravilhosamente! Me divirto cm as cenas dos dois, mais está foi muito tocante! Milhões de parabéns”, escreveram alguns fãs da atriz.

Confira também:

Deborah Secco aparece nua com o marido em capa de revista – Veja!

Colaborou: Fabi Behling





DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here