Deo Garcez em Luiz Gama (Vivian Fernández )
Deo Garcez em Luiz Gama (Vivian Fernández )

O ator Déo Garcez, que atualmente vive o delegado Martinho, de Pedra Santa, na novela ‘O Outro Lado do Paraíso‘, foi convidado para o espetáculo “Luiz Gama – Uma Voz Pela Liberdade”.

Por causa de seu envolvimento com a figura histórica de Luiz Gama, inclusive com a montagem do trabalho sobre ele, Deo vai integrar a Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Estado do Rio de Janeiro.

Morando no Rio desde 1992, Déo Garcez tem participado de diversos espetáculos ligados à causa da negritude. Em novelas, destacam-se o Mucamo Paulo em “Xica da Silva” (Manchete), o André de “A Escrava Isaura” (Record), Senhor Morales em “Carrossel” (SBT) e Ezequiel em “O Cravo e a Rosa” (Globo). Dentre os prêmios de ator destacam-se o Troféu Raça Negra de Melhor Ator em 2007 pela AFROBRÁS-SP e o Prêmio Arleguim de Melhor Ator do Festival de Teatro do Rio de Janeiro em 2010.

Sinopse do espetáculo:

Déo Garcez e Nivia Helen (Maurício Code)
Déo Garcez e Nivia Helen (Maurício Code)

Estrelado por Déo Garcez e Nivia Helen, a biografia dramatizada “Luiz Gama – Uma voz pela liberdade” traz a história do jornalista, poeta e advogado abolicionista que libertou mais 500 escravos do cativeiro ilegal. Dirigido por Ricardo Torres, o espetáculo retrata a importância da história de Luiz Gama para o nosso país, trazendo a tona assuntos que refletem na atualidade. O roteiro, idealizado pelo ator e roteirista Déo Garcez, traz a força de um Brasil que luta contra a desigualdade. Nivia Helen passeia por diferentes personagens como apresentadora, musa inspiradora e Luísa Mahin, mãe do abolicionista Luiz Gama.

Trazemos um formato diferente, intitulado biografia dramatizada, que permite-nos apresentar a história de Luiz Gama e passear por alguns personagens escolhidos para contar esta história. Os temas abordados são muito atuais, o que instiga o público a discutir e participar do bate papo com os atores, proposto neste formato, após o espetáculo“, afirma o diretor Ricardo Torres.

A concepção do espetáculo, baseia-se em uma visão histórica da vida de Luiz Gonzaga Pinto da Gama. Nas cenas, o ator Deo Garcez trabalha com diálogos que evocam a luta contra o racismo e a discriminação presente na sociedade brasileira de sua época. A cenografia remete a uma ambientação clássica e intimista. Com uma mesa de canto e duas cadeiras antigas, o ator trabalha a dualidade das expressões teatrais; ora está sentado lendo, encenando momentos de produção textual e ora levanta-se para denunciar as mazelas da sociedade escravocrata. Seu movimento corporal é parte do jogo de revolta e embate envolvendo o advogado e a sociedade. Além disso, a peça traz a mãe de Luiz Gama, encenada por Nivia Helen. Ela revela-se como narradora, como consciência, como mãe, como elemento cênico que transcende a cena e leva o público ao mergulho na vida e obra de Luiz Gama.

O roteiro foi idealizado a partir da mescla entre a vida de Luiz Gama e seus escritos. Em muitas cenas Déo traz poemas e textos do próprio Luiz Gama que dão veracidade a cena. Além disso, os atos formam um constante jogo entre uma reflexão sobre a discriminação no passado, levando o público a uma reflexão sobre a discriminação na contemporaneidade.

Deo Garcez em Luiz Gama (Vivian Fernández )
Deo Garcez em Luiz Gama (Vivian Fernández )

SERVIÇO

LUIZ GAMA: Uma voz pela liberdade
Dramaturgia: Déo Garcez
Direção: Ricardo Torres
Elenco: Déo Garcez e Nivia Helen
Audio de Apresentação: Voz | Milton Gonçalves
Produção: Alan de Jesus e Mário Seixas / MS Events
Assessoria de Imprensa: Alan de Jesus e Márcia Araújo
De 11 de maio a 03 de junho de 2018
Sextas, sábados e domingos, às 19h
CCJF – Centro Cultural Justiça Federal
Avenida Rio Branco, 241, Centro, Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$ 30 inteira e R$ 15 meia-entrada
Duração: 55 minutos
Classificação: Livre
Bilheteria: (21) 3261-2565
Maiores informações: msevents.com.br



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here