MSN

domingo, 19 de maio de 2024

DJ Zé Pedro sai em defesa de Adriane Galisteu e afirma: “Foi o grande amor de Ayrton Senna. O resto é ficção”

O profissional da música, que trabalhou com a apresentadora no extinto 'É Show', da Record, não se conforma com as pessoas querendo apagar a famosa da vida do piloto

-

-

Matheus Nunes
Matheus Nunes
Jornalista formado pela UNISUAM (Centro Universitário Augusto Motta) desde 2020. Apaixonado pelo mundo televisivo e tecnológico, atuo na área de entretenimento há dois anos cobrindo reality shows, famosos, televisão e novelas, com passagem pelo Portal EM OFF e Mixturando como repórter. No Área VIP, trago as notícias mais quentes da TV e das celebridades.
DJ Zé Pedro (Reprodução: Instagram)
DJ Zé Pedro (Reprodução: Instagram)

Neste sábado, 4 de maio, começou a repercutir um desabafo do DJ Zé Pedro, feito no dia 30 de abril, que trabalhou com a apresentadora Adriane Galisteu no programa ‘É Show’, da Record TV no início dos anos 2000, saindo em defesa da grande amiga ao lamentar que há quem tente fazer com que ela “não existiu na vida do Ayrton Senna“. O motivo? Nesta semana, a morte do piloto de Fórmula 1 completou 30 anos, várias homenagens foram prestadas ao ídolo do automobilismo e a atriz que interpreta Galisteu na série Senna foi “finalmente autorizada a falar” pela equipe de produção da Netflix.

- Continua após o anúncio -

“Eu gostaria de saber qual o prazer mórbido que alguns veículos de comunicação têm em, periodicamente, querer que o Brasil acredite que Adriane Galisteu não existiu na vida do Ayrton Senna. Essa semana, por exemplo saiu um documentário e me parece que vai estrear outro filme varrendo mais uma vez o nome dela para baixo do tapete para regozijo de uma gente ordinária que quer contar a “fábula” que lhes for conveniente”, iniciou DJ Zé Pedro através do feed do Instagram.

+ Adriane Galisteu abre o jogo sobre ausência em documentário de Ayrton Senna 

Ele continuou e afirmou que nunca viu Adriane Galisteu se auto promovendo em cima do piloto: “Pois saibam que trabalhei com Adriane durante dois anos em estado de intenso convívio e atesto para todos os fins que Ayrton Senna sempre foi um santo nome jamais pronunciado em vão. Nunca vi uma autopromoção por parte da Adriane, uma lágrima de crocodilo como as que vejo cair, da cara dos tais “dignos” de figurarem na biografia de Ayrton Senna. A reação de Adriane em aniversários e data de falecimento sempre foi discreta e silenciosa”, afirmou.

- Continua após o anúncio -

No final, DJ Zé Pedro falou sobre a carreira de Galisteu na televisão, o talento dela e afirmou que a famosa foi o grande amor de Ayrton: “Além disso, ela já estava nos palcos desde adolescente. Seu talento e carisma não foram lapidados por Ayrton. Ele não pagou escolinha de formação nem serviu de fachada para ocultar o passado de Adriane. Portanto, senhores da verdade, omitam, proibam, preguem avisos, fechem portas, tudo será em vão: Adriane Galisteu foi o derradeiro grande amor de Ayrton Senna. O resto é ficção”, finalizou.

+ Adriane Galisteu compartilha fotos inéditas e relembra morte de Ayrton Senna: ‘Marcou a minha vida”

- Continua após o anúncio -

Confira:

DJ Zé Pedro fazendo o desabafo em defesa de Adriane Galisteu (Reprodução: Instagram)
DJ Zé Pedro fazendo o desabafo em defesa de Adriane Galisteu (Reprodução: Instagram)
- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Matheus Nunes
Matheus Nunes
Jornalista formado pela UNISUAM (Centro Universitário Augusto Motta) desde 2020. Apaixonado pelo mundo televisivo e tecnológico, atuo na área de entretenimento há dois anos cobrindo reality shows, famosos, televisão e novelas, com passagem pelo Portal EM OFF e Mixturando como repórter. No Área VIP, trago as notícias mais quentes da TV e das celebridades.