Eduardo Costa
Eduardo Costa – Reprodução: Instagram

Após os policiais da Delegacia Adjunta ao Juizado Especial Criminal, comparecem à residência do cantor sertanejo Eduardo Costa, foi a vez do mesmo comparecer à delegacia para prestar depoimentos, na manhã desta quarta-feira, 15.

Além de Eduardo, quem também compareceu ao local foi o seu irmão, Weliton Costa. O motivo dos depoimentos são as ameaças que Weliton teria feito a sua ex-cunhada, Victória Villarim e ao seu suposto namorado, ex-amigo de Eduardo, Clayton.

Amigo de Eduardo Costa, que ficou com a ex do cantor, registra boletim por ameaça

Após duas horas de depoimento, o cantor falou com o Balanço Geral Manhã e explicou o que de fato ocorreu. Ele deixou claro que o seu irmão sempre o teve como referência de pai e teria se doído por ele.

“Eu poderia passar aqui direto, não dar entrevista, eu acho que seria covardia da minha parte com o público que me assiste através da Record, as pessoas que gostam da minha carreira, da minha música”, começou ele se explicando.

Victória Villarim revela ter sofrido ameaças do irmão de Eduardo Costa

Em seguida, ele falou sobre as supostas ameaças: “Em primeiro lugar, isso nunca aconteceu. Eu não sou um homem covarde de sair por aí ameaçando pessoas. Meu irmão, em um momento, no calor da emoção, se excedeu, falou o que não devia. Eu entendo ele, por me ver como referência de pai, eu tenho meu irmão como filho, eu criei ele”, disse ele.

Eduardo, então, continuou: “Ele ficou revoltado com a situação. Quando eu fiquei sabendo o que era, o que ele tinha feito, eu chamei ele na minha casa, pedi pra que não fizesse isso mais. Nós não temos essa intenção de prejudicar ninguém, essas pessoas são livres para fazer o que elas quiserem”, completou ele.

“Eu sou um homem de bem, eu sou um homem que leva alegria as pessoas com a minha música e eu não quero hora nenhuma, de jeito nenhum, prejudicar ninguém. Então, meu irmão, em um momento de raiva, tomou as minhas dores, porque eu fiquei chateado como qualquer homem ficaria. A gente se sente traído por pessoas que fazem parte da sua vida, do seu ciclo de amizade, que usam sua casa, seu carro, sua cama, sua vida, sabem das suas intimidades e você cuida dessas pessoas com amor e carinho …”

O sertanejo, então, falou sobre a atitude do seu ex-amigo: “Não que seja errado um amigo seu namorar uma ex mulher sua, mas leal não é, e a gente se sente triste por isso e eu não fiz nada”, declarou ele, chamando o seu irmão.

+ Sertanejo Eduardo Costa tem contrato rescindido com gravadora por conta de recentes polêmicas

Weliton Costa

+ Após acusações, irmão de Eduardo Costa surge em momento religioso

Weliton também falou com o Balanço Geral e se explicou sobre o caso.

“Eu acho que eu tomei as dores do meu irmão, pelo fato que ter o Eduardo como referência de pai, a nossa conduta ela é muito leal. Eu costumo dizer que eu sou mais leal do que um cachorro e quando eu vi essa deslealdade da parte desse rapaz eu fiquei muito triste e magoado. Falei algumas coisas que devia e umas outras que não devia também”, finalizou ele.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here