fbpx

Famosos manifestam opiniões contra o estupro

-

Wandreza Fernandes
Editora chefe do Área VIP e redatora web há 15 anos. Especialista em Famosos, TV, Reality shows e especialmente em Novelas.

Comente

Veja também

- Continua após o Banner -

O caso do estupro coletivo contra uma menina de 16 anos que parou nas redes sociais, chocou o Brasil e alguns famosos utilizaram a web para manifestar a sua indignação.

- Continua após o anúncio -

Cissa Guimarães e André Marques compartilharam a hashtag “Eu Digo Não à Cultura do Estupro”, nos bastidores do programa matinal “Mais Você”.

#eudigonaoaculturadoestupro #luz @euandremarques

A post shared by Cissa Guimarães (@cissaguimaraes) on

A atriz Carolina Dickmann também publicou imagens, montagens com frases contra o ato e relatos ditos pela jovem violentada.

?

A post shared by carolina dieckmann (@loracarola) on

- Continua após o anúncio -

Giovanna Antonelli, Angélica e Walcyr Carrasco publicaram a mesma arte sobre o acontecimento: “Não foram 30 contra 1, foram 30 contra todas. Exigimos justiça!”.

Estou perplexa com essa notícia. Difícil acreditar. Não entra na minha cabeça como 'pessoas' são capazes de tamanha crueldade… Pessoas? Não. Não foram pessoas. Não é possível. Esse compromisso de exigir punição, justiça, a essa barbárie, é de todos nós, homens e mulheres. Pessoas de bem, que sofrem por qualquer tipo de dor causada ao próximo. Que o nosso desejo de mudança não se cale no coração. E que a lei seja exercida da forma mais severa. Acho que todos esperamos por isso. Meu sentimento nessa manhã é de vergonha/ ódio/ tristeza / justiça com as próprias mãos / revolta / 'desesperança' … Que Deus ajude essa menina e tantas outras pessoas. E que a união de todos, com esse mesmo sentimento de ver a justiça aplicada, se transforme numa multidão de vozes repudiando esse e qualquer outro ato de violência pelo mundo. ??? #naoaculturadoestupro #deveriamsercastrados #justiça #vamoscobrar #direitodetodosnós #vamosexigir #punicaomaxima #queromeudireitohumano

A post shared by Giovanna Antonelli (@gioanto) on

- Continua após o anúncio -

“Estou perplexa com essa notícia. Difícil acreditar. Não entra na minha cabeça…”, escreveu Giovanna na legenda da publicação.

O autor de novelas disse: “Homens e mulheres de consciência tomem uma posição! Esse e todos os casos de estupro não podem ficar impunes”.

A atriz Bruna Marquezine também abraçou a causa e por meio de duas publicações no Instagram se posicionou completamente a favor da vítima. “Eu tiraria – um por um- de cima de você neste momento irmã”, escreveu ela na legenda.

Não, não, não, NÃO, NÃÃÃÃOOOO! #NÃOACULTURADOESTUPRO #repost "TRINTA HOMENS. Trinta. Vinte e nove Vinte e oito Vinte e sete Vinte e seis Vinte e cinco Vinte e quatro Vinte e três Vinte e dois Vinte e um Vinte Dezenove Dezoito Dezessete Dezesseis Quinze Quatorze Treze Doze Onze Dez Nove Oito Sete Seis Cinco Quatro Três Dois Um Nenhum. Eu tiraria todos – um por um – de cima de você neste momento, irmã. Eu limparia seu corpo, tiraria o som dos seus ouvidos, o cheiro deste lugar, as lembranças. Se o tempo voltasse, eu os impediria de terem saído de casa. Todos eles. Eu desligaria os celulares, os computadores, tiraria baterias dos carros, dos ônibus. Eu faria feitiço, veneno, poção, dor de barriga para todos. Trinta. Eu te levantaria daí e te levaria pra ver o pôr do Sol no Arpoador, se o mundo girasse ao contrário… Mas o mundo não gira. Foram Trinta. Um ex-companheiro e vinte e nove “amigos”. Nenhum deles se compadeceu. Vinte e nove seres humanos toparam se unir a um criminoso. Trinta. Trinta e um agora compartilharam. Trinta e dois riram. Trinta e três justificaram. Trinta e quatro se excitaram, trinta e cinco procuram o vídeo neste momento. Agora o número se torna uma projeção geométrica. A misoginia aparenta infinita, o ódio e o machismo aparentam grandiosos demais. A primeira reação do público masculino em geral é ver o vídeo. No entanto, quando pensei que fôssemos só nós duas, olhei para o lado e vi três, quatro, cinco. Chegaram seis, sete, oito, trinta. Em segundos fomos noventa, cem, mil, somos milhares por você. Aquele som, aquele cheiro… Queremos que sua memória apague, mana! E que o mundo nos ouça: “A CULPA NUNCA É DA VÍTIMA”. Que ecoe. Que ecoe: Daqui vocês não passam. Não passarão. Que cada uma de nós seja porta voz do ocorrido. Se a grande mídia não denuncia a violência contra a mulher periférica, que nossas mãos sejam denúncia. Na violência contra a mulher todas metemos a colher. DENUNCIE. No site do Ministério Público, Polícia Federal e disque 180. Mexeu com uma, mexeu com todas." (Texto de Luara Colpa. Brasileira, 28 anos. É mulher em um país patriarcal e oligárquico.)

A post shared by Bruna Marquezine ♡ (@brumarquezine) on

#Repost @onumulheresbr with @repostapp. ・・・ Homens, não se calem diante de situações de violência contra as mulheres. Não compartilhem vídeos que reproduzem o machismo, que expõem e humilham as mulheres ou que perpetuam a cultura do estupro. Homens, façam um compromisso para impedir essa barbárie. Não ignorem os fatos. Usem seus espaços sociais para conscientizar outros homens. O movimento #ElesPorElas existe exatamente por isso, para conquistar o apoio de todas as pessoas, inclusive dos homens, no combate ao machismo, à violência contra as mulheres e na busca pela igualdade de gênero. Se você assinou o compromisso #ElesPorElas #HeForShe (www.heforshe.org), você tem a responsabilidade de repudiar toda e qualquer forma de violência contra as mulheres e fazer o que estiver ao seu alcance para impedir que esses crimes aconteçam (e condenar os que acontecem). Sejam vocais, seja no trabalho, na faculdade ou nas redes sociais, e mostrem aos outros homens que violência contra as mulheres é INACEITÁVEL. #QueroUmDiaSemEstupro #EuPrecisoDoFeminismoPorque #ElesPorElas #HeForShe

A post shared by Bruna Marquezine ♡ (@brumarquezine) on

Fábio Porchat e Alexandre Nero compartilharam a mesma foto para mostrar que são “Homens contra a cultura do estupro”.

“Quero deixar muito claro que, apesar do assustador ocorrido, sou ABSOLUTAMENTE CONTRA pena de morte, ou vingança – justiça feita com as próprias mãos. A questão é muito mais profunda do que apenas à condenação dos agressores. Os criminosos devem pagar a pena que lhes cabe, e acredito que esses casos só se resolvam com EDUCAÇÃO e CULTURA, aquele ministério que agrega apenas vagabundos. Vagabundos são os líderes políticos e religiosos que incentivam a violência e o ódio.”, escreveu Nero.

Que triste ter que aderir à esse movimento em 2016…

A post shared by Fabio Porchat (@fabioporchat) on

Já Giovanna Lancellotti escreveu um texto sobre o caso: ”Isso tudo é tão triste, tão revoltante…Nosso país está doente. De quem nos “representa” aos representados. Estão doentes. Não tem amor, não tem compaixão, não tem sensibilidade, não tem NADA, são vazios. Fico me perguntando COMO, dentro de 30 ‘indivíduos’, NENHUM teve o mínimo de humanidade de dizer “NÃO”, “PAREM”, “CHEGA”. NENHUM foi HOMEM o suficiente pra evitar essa monstruosidade.”

Por Maíra Lobo

- Continua após o anúncio -

+ Novidade: Área VIP no Telegram – Clique Aqui e fique por dentro!

E tem muito mais para você: Baixe o app Área VIP – TV e Famosos ou siga o Área VIP no Google Notícias e receba as informações mais quentes do entretenimento com tudo o que acontece no mundo da TV e dos FamososClique Aqui!

Wandreza Fernandes
Editora chefe do Área VIP e redatora web há 15 anos. Especialista em Famosos, TV, Reality shows e especialmente em Novelas.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Últimas TV & Famosos