Galvão Bueno e Ayrton Senna - Montagem/Área Vip
Galvão Bueno e Ayrton Senna – Montagem/Área Vip

Nesta última quarta-feira (01), Ayrton Senna foi homenageado por inúmeras celebridades e internautas. Isso porquê, completou cerca de 25 anos desde o seu falecimento, que trouxe comoção nacional na época, e até hoje torna o campeão das pistas lembrado na memória de milhares de pessoas.

O narrador Galvão Bueno não perdeu a oportunidade e usou suas redes sociais para prestar uma homenagem ao piloto, usando um trecho de um vídeo do GP do Brasil, em meados de 1993, sendo narrado pelo contratado da Globo, que teve seu salário milionário enxugado diante das alterações feitas nos cofres do canal carioca.

Na legenda, ele relembrou o episódio emocionante. ”Me lembro de meu ídolo e amigo Ayrton Senna praticamente todos os dias! Mas hoje a saudade bate mais forte! 25 anos sem nosso herói das manhãs de domingo e sem meu querido amigo Becão! Vamos então homenageá-lo. Interlagos 1993! Última vitória de Senna no Brasil”, escreveu o profissional.

Confira!

No click, com quase 100 mil visualizações, muitos internautas e colegas de Bueno se emocionaram e prestaram homenagem à Senna, que teve sua morte recordada por Roberto Cabrini no ‘Conexão Repórter’ desta última segunda (29). “Ainda não tinha chorado hoje..”, disse o radialista Alexandre Fetter. “Maior de todos! Os jovens de hoje não tem ideia do que ele representava. Senna eterno”, escreveu um internauta. “A cena mais emocionante da história do esporte brasileiro”, avaliou outro seguidor.

Adriane Galisteu entrega sonho não realizado de Ayrton Senna

Adriane Galisteu e Ayrton Senna/Reprodução Instagram
Adriane Galisteu e Ayrton Senna/Reprodução Instagram

Neste dia 1º de maio, completa 25 anos da morte do ídolo brasileiro Ayrton Senna. O piloto faleceu após um acidente no GP de San Marino, na famosa curva tamburello. Em homenagem a Ayrton, a ex-namorada do piloto, Adriane Galisteu, em entrevista ao portal Gshow, relembrou com carinho do ex-amado. Veja mais!

“A corrida que vitimou Ayrton Senna não deveria ter acontecido”, afirma Cabrini

Roberto Cabrini e Ayrton Senna/Divulgação SBT
Roberto Cabrini e Ayrton Senna/Divulgação SBT

A morte do ídolo brasileiro da Fórmula 1, Ayrton Senna foi relembrada por Roberto Cabrini. Na época repórter da Globo, que cobriu a corrida, e infelizmente a fatalidade, comentou, em entrevista ao portal UOL, detalhes do trágico dia.

“Havia uma névoa, claramente no ar, era diferente de tudo. Nunca vi o Ayrton Senna tão tensto, como naquele fim de semana”, disse Roberto Cabrini ao portal. No fim de semana da tragédia, vale ressaltar, havia falecido o piloto Roland Ratzenberger, inclusive dentro da pista, no entanto, as informações foram manipuladas, pois, pela lei italiana, quando acontece um acidente fatal em um evento, ele teria que ser imediatamente paralisado. “A corrida que vitimou Ayrton Senna não deveria ter acontecido”, afirmou Cabrini. Veja mais!

Veja também:

Globo define rumo de Galvão Bueno neste ano; confira!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here