Iris Abravanel bate um papo com Ratinho no ‘Dois Dedos de Prosa’

0
Lourival Ribeiro/SBT
Lourival Ribeiro/SBT

Nesta quinta-feira, 30 de julho, Ratinho recebe a autora Iris Abravanel para um bate-papo no quadro “Dois Dedos de Prosa”. Durante a conversa, Iris fala  da nova novela do SBT Cúmplices de Um Resgate, que estreia no próximo dia 3 de agosto no SBT,  e também dos trabalhos que já fez como escritora, da vida pessoal e o que gosta de fazer nas horas de folga com o marido Silvio Santos,  e ainda revela um segredinho:  “A gente brinca meio de casinha quando a gente viaja, Eu gosto de cozinhar e ele ama limpar a cozinha. Não é só lavar a louça não, tem que limpar fogão, limpar tudo e deixar tudo brilhando”, conta.

Programa do Ratinho vai ao ar de segunda à sexta-feira a partir das 22h30.

Confira uma entrevista com Iris Abravanel, autora da nova trama do SBT, ‘Cúmplices de um Resgate’

Artur Igresias/SBT
Artur Igresias/SBT

Confira uma entrevista com Iris Abravanel, autora da nova trama do SBT, ‘Cúmplices de um Resgate’, que estreia dia 3 de agosto, às 20h30.

Professora, cronista e autora do livro Recados Disfarçados e de telenovelas, Iris Abravanel é responsável por reativar, há cerca de sete anos, o núcleo de teledramaturgia do SBT, que gera mais de 300 empregos diretos. Como cronista, apurou a capacidade de relatar detalhes do cotidiano. Com este olhar diferenciado, a novelista estreou Revelação, em 2008. O trabalho teve continuidade com as novelas Vende-se um Véu de Noiva, em 2009, e Corações Feridos, em 2011. Também foi a autora da versão brasileira de 2012 do folhetim Carrossel – grande sucesso de audiência que resultou na indicação de diversos prêmios -, e das quatro temporadas da série Patrulha Salvadora, em 2014. Seu último trabalho finalizado foi a adaptação de Chiquititas, trama que superou o número de 500 capítulos exibidos ininterruptos entre 2013 e 2015. Atualmente, Iris Abravanel trabalha na adaptação da novela Cúmplices de Um Resgate. Confira abaixo a entrevista com a autora:

De quem partiu a ideia de fazer a adaptação da novela Cúmplices de Um Resgate? O que achou da escolha?
Tive a ideia, a partir do momento em que percebi que já tínhamos no SBT a atriz perfeita para fazer as personagens das gêmeas, Manuela e Isabela. Cúmplices de Um Resgate foi a novela escolhida para que a Larissa Manoela fosse a protagonista, sem dúvida nenhuma.

Com Cúmplices de Um Resgate, você pretende continuar unindo a família brasileira? Essa é uma trama focada em algum público específico?
Com certeza nosso alvo é continuar unindo a família brasileira. Nosso público é a família. A novela Cúmplices de Um Resgate tem história e conflitos para todas as idades. Estamos focados nas crianças menores, e até em seus avós e bisavós. Queremos transmitir ao público os bons momentos que vivenciamos em nossas casas quando estamos reunidos em uma atividade comum a todos.

Você acrescentará novos personagens e histórias em Cúmplices de Um Resgate? Pode falar um pouco sobre essas novidades?
Sim teremos novos personagens, novas tramas e novos núcleos. Além do padre que já existia, teremos o pastor Augusto, o gato Bartolomeu, a “peixinha” Beijoca, o irreverente Frederico e o querido e ranzinza Nico.

Além de talentos já conhecidos pelo público, a novela também lançará atores revelações. Como foi a seleção do elenco adulto e infantil?
Temos muitos talentos aqui no Brasil. Para podermos julgar com justiça e imparcialidade, eu e minha equipe fazemos várias reuniões com a nossa diretora de elenco, Marcia Italo, e seus assistentes. Todos procuram captar bem o tipo de ator que pretendemos para cada personagem. Depois, eles fazem uma pré-seleção de todo o elenco. Finalmente, reunimos as duas equipes para decidir quais serão os atores. Em Cúmplices de Um Resgate tivemos um pouco mais de trabalho. Boa parte dos nossos personagens precisam saber cantar e dançar.

Como foi o trabalho de preparação do elenco infantil para dar vida a essas personagens? Fez recomendações?
O SBT é como uma grande família. Todos que trabalham aqui sabem disso. Por isso, somos muito zelosos em preparar nosso elenco infantil. Nossas crianças são acompanhadas por uma psicóloga (Rosa Nacaratto), por uma fonoaudióloga (Camila Mercatelli) pela diretora de elenco (Marcia Italo), e pelo coach (Ariel Moshe), além de coreógrafos, músicos etc… Minhas recomendações são para que cada criança seja preparada para a vida, não apenas para a novela.

O que você tem achado do desempenho de Larissa Manoela, que interpreta as gêmeas Manoela e Isabela?
O desempenho da atriz Larissa Manoela tem superado todas as nossas expectativas. Ela está perfeita interpretando as gêmeas Manuela e Isabela.

Quais foram os recursos utilizados para adaptar a novela para os dias atuais? Serão mais presentes os recursos tecnológicos?
Dramaturgicamente demos mais agilidade ao ritmo da novela, criamos mais conflitos, além dos que já existem na original e, sim, adaptamos boa parte das situações usando recursos tecnológicos atuais. Não dá para ignorar que a tecnologia faz parte da vida dos jovens hoje. Celulares, tablets e computadores serão utilizados no decorrer da novela. Sem esquecermos de nossa marca, que é provocar situações para que as crianças criem brincadeiras próprias e divertidas.

Você realizou pesquisas sobre assuntos ligados a dualidade, a ligação entre irmãos gêmeos ou ao universo musical? Fez algum outro tipo de preparo para escrever essa novela?
Sempre pesquisamos sobre os assuntos abordados nas tramas para dar mais embasamento e veracidade à história. Em Cúmplices de Um Resgate fizemos muita pesquisa de campo. Visitamos grandes estúdios de música, fomos a ONGs de mães de crianças desaparecidas, conhecemos as empresas que ficam por trás das marcas do mundo da moda, entre outros. Existe também no núcleo de dramaturgia uma equipe de pesquisa que nos ajudou muito com outros diversos temas abordados na novela.

Essa trama é ainda mais musical que Chiquititas e Carrossel. Como serão inseridas essas cenas e esse universo na novela?
A música é mais viva dentro de Cúmplices de Um Resgate porque conta a história de dois grupos musicais. O telespectador vai acompanhar todo o processo de formação de uma banda, com ensaios, shows e gravação de videoclipes. Tenho certeza que vão se divertir bastante.

A novela Cúmplices de Um Resgate terá cenas externas? Haverá gravação na cidade cenográfica?
Sim, a novela terá diversas cenas gravadas ao ar livre e em paisagens de tirar o fôlego. A cidade cenográfica também foi toda reformulada para a nova trama e ficou linda. Estamos estudando, também, a possibilidade de gravarmos em outros estados.

Diferentemente das tramas anteriores, Cúmplices de Um Resgate possui mais atores adultos do que jovens. O que isso muda na novela?
Cúmplices realmente tem um elenco mais adulto e aborda temas um pouco mais delicados do que as tramas anteriores. Mas tomamos o cuidado de manter a leveza da novela, expondo esses dramas sem agredir a ninguém e sempre mantendo o bom humor. Outra medida tomada para equilibrar a parte infantil da novela, foi crescer as tramas desses núcleos.

A novela também possui vários animais que interagem com os personagens. Como é escrever essas cenas?
É uma delícia escrever as cenas dos bichinhos. Eu e a minha equipe nos divertimos muito. Eles trazem um ar lúdico pra trama.

Você vêm de vários sucessos seguidos na televisão, como Carrossel, Chiquititas e a série Patrulha Salvadora. Existe uma fórmula para o sucesso? O que será aproveitado em Cúmplices de Um Resgate?
Não existe nenhuma fórmula secreta para o sucesso. Ele simplesmente acontece, como fruto de um trabalho sério, bem intencionado, que não visa apenas o lucro material, mas sim contribuir da melhor maneira possível para influenciar positivamente gerações e famílias. Motivar as pessoas a conviverem em paz e harmonia, apesar de tempos tão conturbados, tem sido a nossa meta.

Quais são as expectativas quanto à reação dos telespectadores ao assistir Cúmplices de Um Resgate? O que as pessoas podem esperar da novela?
Nossas expectativas são para que o público do SBT sinta que faz parte dessa grande família. Nosso desejo é que os telespectadores sintam ter deixado os problemas do lado de fora, para poderem usufruir de momentos lúdicos e de bom entretenimento. Cúmplices de Um Resgate é uma novela divertida, romântica e com muito suspense.

Iris Abravanel irá escolher protagonista de nova novela do SBT

3
Tiago Archanjo/AgNews
Tiago Archanjo/AgNews

O SBT acabou de gravar testes com 5 jovens atores, para completar o elenco da novela “Cúmplices de um resgate”.

De acordo com a coluna de Flávio Ricco, todo este material foi enviado para Orlando e será assistido pela autora Iris Abravanel. Caberá a ela fazer a escolha daquele que formará dupla com Juliana Baroni.

Íris Abravanel fala sobre a série ‘Patrulha Salvadora’

0
Tiago Archanjo/AgNews

Professora, cronista e autora do livro Recados Disfarçados e de telenovelas, Iris Abravanel é responsável por reativar, há cerca de cinco anos, o núcleo de teledramaturgia do SBT, que gera mais de 300 empregos diretos. Como cronista, apurou a capacidade de relatar detalhes do cotidiano. Com este olhar diferenciado, a novelista estreou Revelação, em 2008. O trabalho teve continuidade com as novelas Vende-se um Véu de Noiva, em 2009, e Corações Feridos, em 2011. Também foi autora da versão brasileira de Carrossel, grande sucesso de audiência que resultou na indicação de diversos prêmios. Atualmente, Iris Abravanel trabalha na adaptação da novela Chiquititas e de sua primeira série de teledramaturgia, Patrulha Salvadora. Confira abaixo a entrevista com a autora:

De quem partiu a ideia de fazer a série Patrulha Salvadora? Por quê?

Pode parecer incrível, mas foi através da “rádio peão” aqui do SBT, que ouvimos falar sobre a ideia de produzirmos um seriado baseado na Patrulha Salvadora (uma das tramas da novela Carrossel). Nossa equipe logo se empolgou com a possibilidade de revivermos os personagens carismáticos da Escola Mundial. Posteriormente, o seriado foi aprovado pela direção artística do SBT.

Como é escrever sua primeira série de teledramaturgia do SBT?

Fico feliz em colaborar para abrir novas frentes na teledramaturgia do SBT. Eu e minha equipe encaramos nosso trabalho com grande responsabilidade. Estamos todos empenhados para que o público goste do produto. Assim, o SBT continuará produzindo mais séries infanto-juvenis. É um privilégio poder continuar escrevendo para as nossas famílias.

Apesar dos nomes dos personagens serem os mesmo de Carrossel, trata-se de uma história completamente nova. Como foi a construção dos personagens? Você se inspirou nas histórias em quadrinhos?

A essência dos personagens não mudou, eles continuam com as mesmas personalidades, características e valores de Carrossel. Porém, foi adicionado a cada um deles, dons e talentos especiais. Nossas fontes de inspiração foram as histórias em quadrinhos que enriquecem a história com ideias e aventuras para a Patrulha Salvadora.

Qual a principal diferença entre Carrossel e a série Patrulha Salvadora?

As grandes diferenças podem ser notadas na arte, na estética, na proposta visual e no figurino, que diferem muito de Carrossel. A Patrulha Salvadora ganhou cenários novos e tem uma proposta mais cinematográfica. Em termos de história, por tratar-se de uma série, o ritmo fica mais ágil. Os conflitos, quase sempre, são resolvidos no mesmo episódio. A história e todo mistério transcorre na cidade de Kauzópolis, onde residem todos nossos amigos… e inimigos.

Como foi a preparação do elenco para dar vida a esses personagens?

Depois da elaboração da série, e de alguns episódios finalizados, a direção fez um grande trabalho com os atores, para que pudessem entender o projeto e os novos atributos de cada personagem.

Como é conciliar a autoria de duas obras ao mesmo tempo (Chiquititas e Patrulha Salvadora)?

Está sendo um enorme desafio para todos nós da equipe. O amor pelo projeto tem sido nosso combustível de todos os dias. Quando estamos cansados, quase no limite, surge a oportunidade de visitarmos os estúdios no SBT. Em cada setor podemos notar que tudo é feito com excelência e carinho. É contagiante sentirmos o entusiasmo e a alegria de todos que trabalham na teledramaturgia do SBT. Sempre saímos dos estúdios renovados e com nova injeção de ânimo para seguirmos em frente. É muito importante sentirmos paixão pelo nosso trabalho.

 As tecnologias estarão presentes nesta série? Como essas parafernálias tecnológicas influenciarão na vida dos personagens?

Os Patrulheiros são dotados de todo tipo de gadgets modernos, desde smartphones e tabletes, à engenhocas modernas criadas por eles mesmos. Dentro da série isso possibilita que a história aconteça mais rápida e que os personagens estejam sempre interligados, mesmo estando longe uns dos outros. Existem situações em que eles não podem usar a tecnologia moderna. Muitas vezes precisam usar a criatividade com os objetos que estão disponíveis, assim como qualquer criança.

A série é gravada em estúdio, mas também acontecem cenas gravadas em externas? Como será essa dinâmica?

Viajamos na nossa imaginação e criamos as histórias. A produção e os diretores recebem os capítulos, e fazem malabarismos para encaixar nossas ideias malucas dentro do cronograma e orçamento. Brincadeiras à parte, as equipes trabalham com muita proximidade. Constantemente, fazemos ajustes para que tudo seja viável. Conciliamos nossa criatividade com às necessidades e possibilidades da produção e somos bastante maleáveis. Por isso, o SBT é a televisão mais feliz do Brasil.

Quais são as expectativas quanto à reação dos telespectadores ao assistirem a série Patrulha Salvadora?

O coração bate forte a cada estreia. Nosso desejo é que Patrulha Salvadora agrade ao nosso público, tanto quanto tem agradado a todos nós do SBT, quando assistimos os episódios já prontos para serem exibidos.

‘Namoramos com bilhetinhos de “meu amor” e tudo’, diz Iris Abravanel sobre relacionamento com o marido, Silvio Santos

0
Carol Soares / SBT

Neste domingo, 14 de julho, Marília Gabriela recebe a autora Iris Abravanel. Mãe de quatro filhas e casada há mais de 30 anos com o empresário e apresentador Silvio Santos, Iris se prepara para lançar a novela Chiquititas, que estreia na próxima segunda-feira, 15 de julho, após o sucesso de sua outra obra, Carrossel. Na entrevista ela fala sobre seu trabalho, sua vida em família, sua rotina e muitas outras curiosidades.

Confira as melhores frases da entrevista:

– Eu não tenho a vaidade de ser autora, o que eu quero é trabalhar.

– Nós queremos acrescentar valores na vida da família e das crianças. (sobre Carrossel e Chiquititas)

– Na novela temos psicólogos para as crianças saberem separar a identidade da personagem da delas.

– Gosto de cozinhar e ele (Silvio) lava a louça. Ninguém limpa o fogão igual a ele. É um brinco, impecável.

– O Silvio faz televisão, ele gosta de televisão. Ele prefere produzir ao invés de vender um horário.

– Eles têm abertura para dar palpites, mas não aqui no ambiente de trabalho. (sobre a família)

– Novela é uma loteria. De repente cai na graça do público e de repente tem tudo para dar certo e não funciona.

– Eu sou uma funcionária do SBT. Eu obedeço ordens e o que a diretoria artística decidir eu faço.

– Eu faço questão de ser tratada como todos os outros e tem sido assim. (sobre ser funcionária do SBT)

– Eu sempre respeitei muito os jornalistas e eu acho que eles sentem isso.

– Ele (Silvio Santos) vê grande potencial na Patricia. Ela gosta do público e tem carisma.

– Ele é insubstituível, ninguém vai tomar o lugar dele. (Sobre Patricia Abravanel substituir Silvio Santos)

– Quando elas (filhas) eram pequenas eu já tinha a preocupação de elas não serem tratadas de maneira diferente. A dificuldade maior era elas não terem a identidade delas, e sim a do pai.

– Namoramos com bilhetinhos de “meu amor” e tudo. Todo casal precisa de um tempo sozinho sem os filhos. A gente precisa preservar esse companheirismo. (sobre o relacionamento com o marido, Silvio Santos)

– Faço pilates duas vezes por semana e ginástica nos outros dois dias.

O “De frente com Gabi” vai ao ar domingo, logo após o Programa Silvio Santos, à meia-noite.

Confira uma entrevista com Íris Abravanel falando sobre o remake de ‘Chiquititas’

0
Tiago Archanjo/AgNews

Irís Abravanel é professora, cronista e autora do livro Recados Disfarçados e de telenovelas, Iris Abravanel é responsável por reativar, há cerca de cinco anos, o núcleo de teledramaturgia do SBT, que gera mais de 300 empregos diretos. Como cronista, apurou a capacidade de relatar detalhes do cotidiano. Com este olhar diferenciado, a novelista estreou Revelação, em 2008. O trabalho teve continuidade com as novelas Vende-se um Véu de Noiva, em 2009, e Corações Feridos, em 2011. Também foi autora da versão brasileira de Carrossel, grande sucesso de audiência que resultou na indicação de diversos prêmios. Atualmente, Iris Abravanel trabalha na adaptação da novela Chiquititas.

Confira a entrevista:

De quem partiu a ideia de fazer o remake da novela Chiquititas? Por quê?

A direção do SBT decidiu pelo remake de Chiquititas baseada no sucesso de Carrossel e nas pesquisas que indicavam a carência de uma programação infanto-juvenil neste horário.

Com Chiquititas, você pretende continuar unindo a família brasileira?

Em Chiquititas vamos acompanhar o dia a dia das crianças, de diferentes idades e origens, dentro do Orfanato Raio de Luz. Apesar de viverem em um orfanato, essas crianças e pré-adolescentes enfrentam conflitos parecidos como os de toda criança nesta fase. Focaremos problemas como rejeição, abandono, chegada da puberdade e conflitos da pré-adolescência. Chiquititas é uma novela divertida que, certamente, conquistará a todos e continuará unindo a família brasileira. Esse é o nosso objetivo.

Como você abordará a temática de crianças e adolescentes órfãos na novela Chiquititas?

Por ser uma novela direcionada ao público infanto-juvenil, a orfandade e toda a questão de adoção serão abordadas com mais leveza e descontração. Necessariamente a criança órfã não está condenada a infelicidade, ela pode se sentir acolhida pelas amigas e funcionários do orfanato e enxergá-los como sua ‘nova família’. Em sua maioria, os personagens são fortes, corajosos e muito divertidos.

Você acrescentará novos personagens e histórias em Chiquititas? Pode falar um pouco sobre essas novidades?

Há poucos personagens novos na novela. Estamos incluindo mais participações especiais e trabalhando com os personagens que já existiam na trama. No começo da história original, a nossa protagonista, Carol, trabalhava na Fabrica Pureza, onde ela era funcionária e líder do sindicato. Para deixar a novela mais leve, e o visual mais agradável, a fábrica virou uma rede de lojas do Café Boutique. Neste café, Carol vai trabalhar como garçonete. Com seus colegas de serviço, Tobias, Clarita, Letícia e Beto, formarão uma turma de jovens descolados e companheiros. Já no orfanato, as crianças são as mesmas, com a diferença de que a personalidade de cada uma está mais definida. Nesta versão os meninos estarão presentes desde o início da novela. Outra novidade, são as Top 3, três garotas arrogantes que irão esnobar as meninas do orfanato.

Como foi o trabalho de preparação do elenco infantil para dar vida a essas personagens?

Existe um cuidado muito grande com o elenco infantil. Cada ator mirim está sendo acompanhado por profissionais da área de dramaturgia, psicologia e por pedagogos que os ajudam nos estudos e tarefas de casa. Acreditamos que prepará-las para a vida é tão importante quanto o trabalho que estão realizando na novela. Não podemos perder a oportunidade de agregar valores às nossas crianças. Em Chiquititas existem muitos clipes musicais e todo elenco já esta ensaiando desde o início do ano com os coreógrafos do SBT.

Quais foram os recursos utilizados para adaptar a novela para os dias atuais? Serão utilizados recursos tecnológicos?

Hoje os jovens estão muito mais antenados na tecnologia do que antigamente. Seria fora da realidade atual, contar uma história com pré-adolescentes, sem incluir recursos como computador ou celular, por exemplo. Atualmente, essa parafernália faz parte dos estudos, do trabalho, da comunicação e da vida social das pessoas. A internet é um campo onde as crianças e adolescentes se sentem livres para se expressar. A tecnologia é uma ferramenta que se não for bem usada pode ser muito destrutiva. Mais do que em Carrossel, essas ferramentas estarão presentes em Chiquititas, mas sempre mostrando os benefícios e os prejuízos para o crescimento e desenvolvimento dos nossos jovens.

Você acompanhou alguma palestra sobre o assunto ou fez algum tipo de laboratório em orfanatos ou com profissionais ligados a essa área? Como foi essa experiência?

Estudei para ser professora, pois sempre gostei de trabalhar com crianças e pré-adolescentes. Trabalhei como voluntária em uma escola, em que haviam vários alunos adotados. A essência da criança é a mesma. Não importa se ela é órfã, ou não. Criança tem que ser cuidada e acompanhada em seu desenvolvimento. É como a árvore que bem plantada dará bons frutos.

A novela Chiquititas terá mais cenas externas na cidade cenográfica?

Até onde a direção permitir, sim. A cidade cenográfica de Chiquititas ficou maravilhosa. As equipes de cenografia do SBT fizeram um excelente trabalho.

Carrossel foi a sua primeira adaptação no universo infantil. Como foi essa experiência? O que será aproveitado em Chiquititas?

O universo infantil é fascinante. Na adaptação de Carrossel, levamos em consideração que as crianças se identificam com as personagens, e as levam como referencia na vida real. Por isso, tivemos a responsabilidade de transmitir valores de conduta e hábitos saudáveis, através dos conflitos cotidianos da criança. Adaptar Carrossel foi muito gratificante. Em Chiquititas aproveitaremos essa identificação das crianças com as personagens para despertar nelas o desejo de brincar, de dançar, de se divertir, e de se tornarem pessoas melhores.

Além de talentos já conhecidos pelo público, a novela também lançará atores revelações. Como foi a seleção do elenco adulto e infantil de Chiquititas?

Depois de uma pré-seleção, assistimos os testes exaustivamente, até decidirmos pelos atores que dariam vida a cada personagem.

Quais são as expectativas quanto à reação dos telespectadores ao assistir Chiquititas?

Todos nós do SBT estamos torcendo para que seja uma novela tão querida quanto Carrossel. Esperamos que todos se envolvam com a história de Chiquititas e se identifiquem com seus personagens. Chiquititas terá novas histórias, novos rostos e muita música.

Autoria de Iris Abravanel e direção geral de Reynaldo Boury, ‘Chiquititas’,  possui aproximadamente 300 capítulos, estreia na segunda-feira, 15 de julho, às 20h30, no SBT.

Guilherme Boury aceita pedido de Iris Abravanel para fazer ‘Chiquititas’

0
Reprodução/Twitter

Guilherme Boury chegou a pensar em negar o convite para ser um dos protagonistas do núcleo adulto de “Chiquititas” (SBT). De acordo com a coluna Zapping do jornal Agora, foi Iris Abravanel, autora da adaptação, quem pediu que ele aceitasse o papel.

Iris Abravanel visita bastidores de ‘Chiquititas’

Lourival Ribeiro/SBT

Durante os intervalos das gravações de Chiquititas, que já estão a todo vapor no CDT, sede do SBT em Osasco (SP), Iris Abravanel visitou o elenco e a direção da trama para conhecer de perto os cenários de sua nova novela.

A autora aproveitou para tirar uma foto ao lado do diretor Reynaldo Boury e de alguns atores que fazem parte do elenco adulto da trama: Guilherme Boury, Manuela do Monte e Lisandra Parade.

Íris Abravanel revela que ela cozinha e Silvio Santos lava a louça

0
Tiago Archanjo/AgNews

Íris Abravanel, esposa de Silvio Santos fez algumas revelações para a revista ‘IstoÉ’, sobre sua vida com o apresentador.

A autora do remake de ‘Carrossel’, sucesso absoluto no SBT, contou que mesmo com a rotina de trabalho, consegue administrar a casa como fazia antes.

“Todos os nossos funcionários estão com a gente há mais de dez anos. Então, cada um já sabe o que fazer e eu não preciso ficar em cima. A coisa só muda quando a gente viaja. Aí, eu e o Silvio arregaçamos a manga. Eu faço a comida e o Silvio limpa a cozinha. Ele limpa a cozinha melhor do que eu. Limpa o fogão direitinho… Ele gosta de fritar bife. Tem o ponto da carne lá que ele gosta. E ele ama o Walmart, porque nesse supermercado tem de tudo”.

Íris contou como conheceu o marido.

“Eu o conheci em uma praia, no Guarujá (SP). Eu ainda dava aula e estava noiva. Tinha de 18 para 19 anos e ele o dobro da minha idade. Foi uma tragédia, porque, quando o meu pai soube, ficou doente. A gente começou uma amizade e demorou para a gente ficar junto. Eu me casei, antes, e o Silvio foi padrinho. Me separei depois de cinco anos. A família era contra eu me relacionar com homem de televisão”.

A mulher de Silvio ainda revelou o motivo por qual se separou dele no anos 90.

‘Eu me sentia sufocada. Ele era muito ciumento, de controlar passo a passo. Depois desse episódio, ele aprendeu a administrar melhor. Foi uma briga de foice, de gigantes, eu com estilingue e ele com um exército (advogados foram contratados por ambas as partes). Depois que reatamos (permaneceram separados por cerca de seis meses), eu disse a ele: “Agora, não me separo nunca mais. Você vai ter de me aguentar para o resto da sua vida”.

Íris Abravanel entrega o último capítulo de ‘Carrossel’ e já escreve ‘Chiquititas’

0
Orlando Oliveira/AgNews

Iris Abravanel, autora de “Carrossel” (SBT), já entregou à direção da novela o último capítulo da história protagonizada pela professora Helena e seus alunos da Escola Mundial. De acordo com a coluna Zapping do jornal Agora, a trama, um dos sucessos da emissora de Silvio Santos, deve chegar ao fim em julho de 2013. Iris, porém, não está em férias. Após uma semana de descanso, ela e sua equipe já estão trabalhando na adaptação de “Chiquititas”, a próxima novela do SBT.