Divulgação

A troca de alfinetadas com Silvio Santos no quadro ‘Jogo dos Pontinhos’ rendeu frutos para Lívia Andrade. Considerada a ‘queridinha do patrão’, ela fala pela primeira vez ao ‘jornal O Dia’, sobre sua polêmica escalação no remake de ‘Carrossel’, no papel da professora Suzana, a rival da professorinha Helena (Rosane Mulholand), e seu envolvimento na demissão do diretor Del Rangel. Apesar da interferência do patrão para que ela entrasse na novela, a atriz jura que não tem favoritismo.

“Não sou protegida, senão ganharia muito bem, mais do que ganho. Silvio não protege nem as filhas. É muito exigente e profissional”, diz ela.

Nos bastidores, Lívia é apontada como pivô da saída de Del Rangel, que não teria atendido ao pedido de Silvio para escalá-la como protagonista. Atriz nega que sofra preconceito na emissora. “Não tenho problema algum com o Del, até porque ele me dirigiu em ‘Corações Feridos’. Me chamaram para fazer testes em ‘Carrossel’ independentemente do papel que eu faria. Isso tudo partiu do Silvio”, diz.

SEM PAPAS NA LÍNGUA

Lívia Andrade conta que só responde às provocações do patrão, a quem já chamou de múmia e ‘véio surdo’: “Ele me enche o saco, me provoca, porque quer ouvir besteira”.

CIRURGIA NO SEIO

“Meus seios cresceram. Me achava gorda na TV e pesava muito, por isso fiz a cirurgia”, conta ela, que reduziu a mama e trocou as próteses de silicone de 355ml por outras de 260ml.

CAIPIRA DESCALÇA

Em ‘Corações Feridos’, que estreia em janeiro, ela viverá a empregada Janaína, apaixonada pelo patrão, Eduardo (Flávio Tolezani). “É caipira, meio selvagem”, conta ela, que não usará maquiagem e andará descalça.

ENSAIO

“Não me arrependo de ter explorado minha imagem, meu corpo, era o meu trabalho. Mas agora não posaria…”, afirma Lívia que já fez ensaio para várias revistas voltadas ao público masculino.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here