MSN

quarta-feira, 29 de maio de 2024

Luciano Huck incentiva seguidores a tomarem a vacina contra a Covid-19

O apresentar disse nas redes sociais que sua família irá se imunizar contra a doença

-

-

Núcia Ferreira
Núcia Ferreira
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.
Luciano Huck – Reprodução/Globo

A pandemia do novo coronavírus continua fazendo vítimas em todo o mundo. Apesar da vacina contra a doença ainda estar em fase de teste, a polêmica sobre se imunizar vem tendo discussões acaloradas.

- Continua após o anúncio -

Nesta quarta-feira (16), Luciano Huck usou as redes sociais para incentivar os seguidores a tomarem a vacina contra a Covid-19. Em seus perfis no Twitter e no Instagram, o apresentador afirmou que sua família vai se imunizar contra a doença.

Curado do Covid-19, Miguel Falabella fala sobre a doença: ”Tive dois dias de febre”

Em um post, ele escreveu. “Eu vou tomar a vacina, minha família vai tomar a vacina, recomendo que as pessoas tomem a vacina e ponto final.”, afirmou.

- Continua após o anúncio -

Em setembro, o apresentador já havia discursado sobre a questão da obrigatoriedade da vacina depois do presidente Jair Bolsonaro afirmar que “ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina”. “Não dá para jogar para torcida o tempo todo. Não é hora de terraplanismo. Vacinas vão além da prevenção pessoal, são também sobre solidariedade. A ciência faz sua parte ao produzir vacinas. O estado garante o acesso. Se imunizar é cidadania. Pensar em todos é o melhor jeito de pensar em si”, escreveu o apresentador nas redes sociais.

- Continua após o anúncio -

Nesta quarta-feira, o  ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski votou a favor de que estados e municípios possam determinar a vacinação obrigatória contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Zeca Pagodinho revela ansiedade para a chegada da vacina contra a Covid-19: ”Uma em cada braço”

Lewandowski, que é relator de duas ações sobre o tema, defendeu em seu voto que ninguém pode ser forçado fisicamente a se vacinar, mas que podem ser impostas restrições de direitos àqueles que não tomarem a vacina, como a proibição do exercício de determinadas atividades ou do acesso a alguns locais.

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Núcia Ferreira
Núcia Ferreira
Jornalista carioca com passagens pelas revistas Conta Mais, TV Brasil e TV Novelas. No site Área VIP, além de redatora, é repórter especialista em Celebridades, TV e Novelas.