Estação Primeira de Mangueira / Instagram

A Estação Primeira de Mangueira foi a grande campeã do Carnaval 2019, no Rio de Janeiro. A agremiação verde e rosa alcançou o seu vigésimo título com o enredo “Histórias para ninar gente grande”, que tinha uma visão de crítica política e social.

A escola foi a penúltima a entrar na Sapucaí na segunda noite de apresentações das escolas cariocas. Logo após o desfile, ela foi apontada como uma das favoritas pelo título.

A última vez que a Mangueira havia conquistado o título de campeã do Carnaval foi em 2016, quando homenagearam a Maria Betânia.

Confira a classificação geral: 

1° – Mangueira: 270

2° – Viradouro: 269,9

3º – Vila Isabel: 269,4

4º – Portela: 269,3

5º – Salgueiro: 269,3

6º – Mocidade: 269

7º – Unidos da Tijuca: 268,8

8º – Paraíso do Tuiuti: 268,5

9º – Grande Rio: 267,9

10º – União da Ilha: 267,7

11º – Beija-Flor: 267,6

12º – São Clemente: 267,4

13º – Imperatriz Leopoldinense: 266,6

14º – Império Serrano: 263,8

Famosos comemoraram

Nas redes sociais, muitos famosos comemoraram o vigésimo título da Escola e mostraram o amor pela grande campeã.

“E deu Verde e Rosaaaa! Que orgulho ter participado dessa festa histórica! Esse tratado para reconhecer a história dos verdadeiros heróis da nossa nação, os heróis da resistência negra, indígena, feminina e desfavorecida desse país. Em um país cheio de estátuas e nomes de rua para genocidas, já passou da hora de ouvir as MARIAS, MAHINS, MARIELLES e MALÊS! Que emoção!! Viva a @mangueira_oficial!! Parabéns!!!”, escreveu a atriz Tainá Muller.

“É CAMPEÃ!!! 👏🏾👏🏾 Que o Brasil inteiro saiba reconhecer a importância desse enredo que a Mangueira levou pra avenida. BRASIL O TEU NOME É DANDARA!”, comemorou Camila Pitanga.

“Mangueira, tira a poeira dos porões
Ô, abre alas pros teus heróis de barracões
Dos Brasil que se faz um país de Lecis, jamelões
São verde e rosa as multidões
Brasil, meu nego”, 
escreveu Bruno Gagliasso.

View this post on Instagram

Mangueira, tira a poeira dos porões Ô, abre alas pros teus heróis de barracões Dos Brasil que se faz um país de Lecis, jamelões São verde e rosa as multidões Brasil, meu nego Deixa eu te contar A história que a história não conta O avesso do mesmo lugar Na luta é que a gente se encontra Brasil, meu dengo A Mangueira chegou Com versos que o livro apagou Desde 1500 Tem mais invasão do que descobrimento Tem sangue retinto pisado Atrás do herói emoldurado Mulheres, tamoios, mulatos Eu quero um país que não está no retrato Brasil, o teu nome é Dandara E a tua cara é de cariri Não veio do céu Nem das mãos de Isabel A liberdade é um dragão no mar de Aracati Salve os caboclos de julho Quem foi de aço nos anos de chumbo Brasil, chegou a vez De ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês

A post shared by Bruno Gagliasso 🐺⚡️🌳💣🌻 (@brunogagliasso) on

““Brasil, meu dengo, a Mangueira chegou! Com versos que o livro apagou. Desde 1500 tem mais invasão do que descobrimento” MANGUEIRA CAMPEÃ!!!!!!!!!!!!!!”, comemorou a cantora Alcione.

Mancha Verde é a campeã do Carnaval 2019 de São Paulo

Mancha Verde campeã (Reprodução/TV Globo)
Mancha Verde campeã (Reprodução/TV Globo)

Pela primeira vez, a Mancha Verde é a grande campeã do Carnaval 2019 de São Paulo. Vai-Vai e Acadêmicos do Tucuruvi foram rebaixadas.

A escola trouxe o enredo sobre a princesa africana Aqualtune, avó de Zumbi dos Palmares, e discutiu escravidão, direitos de negros e mulheres e intolerância religiosa na avenida. Confira mais detalhes!

Confira também:



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here