Maria Carol (Globo/João Cotta)
Maria Carol (Globo/João Cotta)

Nos anos 90, Maria Carol fazia seu primeiro trabalho na TV em ‘Vamp’, um clássico da década, aos 8 anos. Agora, com 35 anos, a atriz revisita a época como uma carioca da gema, que é adepta ao naturalismo e ao longo da trama vai até surfar na pele de Diana em ‘Verão 90’.

Um personagem bem diferente de seu último em ‘Êta Mundo Bom!’, onde viveu a dançarina Olga. Apesar de ser tão carioca quanto a personagem, será a primeira vez que a atriz se arrisca em cima de uma prancha. Mãe de Manoa, 13 anos, Maria Carol está adorando voltar no tempo e reviver pequenos detalhes que fizeram parte de sua pré-adolescência.

Na trama de Izabel de Oliveira e Paula Amaral, Diana é irmã e Herculano (Humberto Martins) e se apaixonará pelo surfista Tobé (Bernardo Marinho).

Em um bate papo com o Área Vip, a atriz adiantou um pouco da personagem, falou da carreira e do retorno do tio, Jorge Fernando, à direção de novelas.

Confira:

Como é fazer uma novela com a cara dos anos 90?

A novela está bem legal. Falar dos anos 90 é muito bom. Minha primeira novela foi Vamp, um clássico dos anos 90.

E o que você pode adiantar da sua personagem?

Ela é bem carioca, clássica. Ela é irmã do Herculano (Humberto Martins) e é um pouco natureba, riponga e tem um astral bem bacana. O figurino dela é lindo. Ela passa um tempo no Acre e volta de lá zen, trazendo uns chás indigesta e retratando um costume da época mesmo, quando as pessoas começaram a se conectar com as questões dos índios. Não chega a ter imagens dela no Acre, são menções na história mesmo.  Acho legal fazer disso.

Mas ela será uma surfista?

O surf vem depois, ela vai conhecer o Tobé (Bernardo Marinho) e vai querer aprender a surfar. Eu sou carioca também, sempre morei no Humaitá, aquele hábito de ir de bicicleta para a praia.

Mas você já surfava?

Não. Estou aprendendo para a novela. O mais difícil foi vencer o medo do mar, respeito o mar. O equilíbrio na prancha não foi o mais difícil. O importante é saber fazer a leitura do mar. Difícil foi enfrentar isso. Mas agora estou super bem. Já mandei até fazer uma prancha pra mim.

Ela vai praticar algum outro esporte na novela?

Não, mas eu gosto muito de esportes. Adoro dança, essa coisa da consciência do corpo. Faço ioga e muay thai é minha terapia, uma atividade importante pra mim.

Sua última novela foi Êta Mundo Bom! com uma personagem bem forte, a Olga. Como é fazer novela de época?

Gosto de fazer novela de época. Tem todo um universo de cenário, figurinos, para o artista isso é bem bacana. Tenho um carinho muito grande pela Olga, uma mulher dos anos 40 que era dançarina e enfrentava os preconceitos dos anos 1940.

E Verão 90 não deixa de ser uma novela de época, não é?

Sim foi uma fase bem legal pra mim. Eu estava na passagem de criança para adolescente. Chego no set e me surpreendo com os costumes e tecnologia. O cartão de crédito era com aquela maquininhas com carbono, são detalhes assim que impressionam. A locadora de vídeo, o disco vinil, telefone com fio.

E o figurino da novela também traz lembranças boas não é?

Sim, a Melissa, aquela sandálias de plástico com cheirinho, pulseirinhas de linha que a gente trançava, meias sete oitavos. E a moda dos anos 90 estão em alta. Cintura alta na roupas.

O que mais você lembra dessa época?

O início da tecnologia de vídeo clipe. A MTV, eu e meu irmão assistíamos direto. Eramos consumidores desse estilo de música. Eu estou com 35 anos.

Você sempre soube que seria atriz ou teve outros planos profissionais?

Eu comecei criança e sempre fiz muitos cursos de teatro. A coisa foi tomando forma. Eu fiz o espetáculo ‘Boom’ que ficou 15 anos em cartaz e foi um aprendizado incrível.  Paralelo eu fiz faculdade de Moda. Depois fiz dois períodos de Nutrição. Foi quando eu engravidei da Manoa e me dediquei um tempo à maternidade. Depois voltei a fazer teatro e novela e percebi que é isso que eu quero fazer mesmo.

Você vem de uma família de artistas e vocês levaram um susto recentemente com a doença do Jorge Fernando. Como foi enfrentar isso?

Foi um susto mesmo, ele é muito ativo, nunca parou de trabalhar, sempre fez várias coisas ao mesmo tempo. Pra ele foi muito difícil. Mas ele é muito guerreiro, com São Jorge mesmo. A gente deu muita força. Eu amo trabalhar com ele, ele é um mestre, tenho muita admiração por ele e por todos os diretores dessa novela.

Maria Carol faz um convite especial ao Área VIP!

Confira o vídeo:

Veja também:

Elenco se reúne na coletiva de lançamento de ‘Verão 90’, a nova trama da Globo



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here