MSN

sábado, 13 de julho de 2024

Tadeu Schmidt sai em defesa da filha queer, Valentina: “Errado é ser hétero e ter várias amantes”

O titular do 'Big Brother Brasil' mandou um recado para os pais que tem filhos que são da comunidade LGBTQIAPN+

-

-

Matheus Nunes
Matheus Nunes
Jornalista formado pela UNISUAM (Centro Universitário Augusto Motta) desde 2020. Apaixonado pelo mundo televisivo e tecnológico, atuo na área de entretenimento há dois anos cobrindo reality shows, famosos, televisão e novelas, com passagem pelo Portal EM OFF e Mixturando como repórter. No Área VIP, trago as notícias mais quentes da TV e das celebridades.
Tadeu Schmidt e Valentina (Reprodução: TV Globo/Instagram)
Tadeu Schmidt e Valentina (Reprodução: TV Globo/Instagram)

Nesta sexta-feira, 21 de junho, Tadeu Schmidt concedeu uma entrevista defendendo a filha Valentina, que há dois anos se declarou queer e parte da comunidade LGBTQIAPN+. O apresentador do ‘Big Brother Brasil’, da TV Globo, declarou que “imagina que daqui a 200 anos as pessoas vão olhar para trás e pensar ‘meu Deus do céu, no século 21 as pessoas se importavam com a orientação sexual dos outros por quê?”.

- Continua após o anúncio -

O apresentador mandou um recado para os pais que tem filhos que são da comunidade LGBTQIAPN+ e não aceitam: “Para os pais que estão passando por esse momento de descoberta: não tem nada de errado. Não tem porque você ficar se preocupando, criticando. Não existe nada de errado na orientação sexual da pessoa. Isso diz respeito a ela”, disse ele em entrevista à revista Quem.

+ Tadeu Schmidt viraliza ao se posicionar sobre a sexualidade da filha Valentina 

“Errado é trair, é você ser um casal hétero e ter várias amantes. Errado é ser desonesto, ser mentiroso. Agora a orientação sexual da pessoa? Esquece isso. Cada um que viva do jeito que quiser. Pelo amor de Deus, isso [o duvidar] é muito ultrapassado. E tenho dificuldade de entender os questionamentos. Mas tenho absoluta certeza de que a cada dia que passa o ser humano vai se tornando menos preconceituoso”, afirmou Tadeu.

- Continua após o anúncio -

Schmidt declarou que vem de uma geração que não aceita a diversidade: “Eu cresci numa sociedade homofóbica. Sou de uma geração absolutamente homofóbica, que ia para o estádio e atacava o outro por xingamentos homofóbicos, que fazia piada homofóbica, que criticava alguém e falava assim ‘ah, fulano tem sucesso, mas é gay, né?’, como se isso fosse um problema”.

+ Filha de Tadeu Schmidt celebra dois anos de namoro e apresentador reage: “fofos” 

- Continua após o anúncio -

Tadeu continuou: “Eramos mais preconceituosos no passado, estamos menos preconceituosos hoje e seremos muito menos preconceituosos no futuro até um ponto em que vai acabar o preconceito. É um caminho inexorável, não tem como voltar atrás”, alertou.

- Continua após o anúncio -

Continue por dentro com a gente: Google Notícias , Telegram , Whatsapp

Matheus Nunes
Matheus Nunes
Jornalista formado pela UNISUAM (Centro Universitário Augusto Motta) desde 2020. Apaixonado pelo mundo televisivo e tecnológico, atuo na área de entretenimento há dois anos cobrindo reality shows, famosos, televisão e novelas, com passagem pelo Portal EM OFF e Mixturando como repórter. No Área VIP, trago as notícias mais quentes da TV e das celebridades.