Como Dodi está sem um centavo e nunca joga para perder, ele vai procurar Flora. Mesmo sendo mal tratado pela vilã, o malandro mantém a pose e consegue convencer sua eterna comparsa de que ela precisa dele.

Depois de vários insultos e pontapés, a loura má acaba concordando com o retorno do mau caráter. E acaba contando que vai comprar o rancho dos Fontini em vez de fugir para o exterior.

“Eu não tenho motivo nenhum pra querer fugir. Ninguém tem prova nenhuma contra mim. Por que eu fugiria? Não, Dodi! Eu faço questão de ficar. Eu faço questão que todos eles vejam o meu sucesso e se mordam de raiva por não poder fazer nada contra mim…”.

Muito esperto, Dodi pensa rápido e garante sua parte no negócio exigindo que sua amiga do peito se case com ele. Mas é claro que não faltaram ameaças para o acordo ser selado.

“Mas essa pessoa não vai fazer nada contra você, sabe por quê? Porque ela te ama! E você também ama essa pessoa! Tanto que, quando você se mudar pro rancho, você vai levar essa pessoa pra morar com você! E eu não vou morar contigo pra ser seu teúdo e manteúdo, não! Eu sou moço de família, comigo é no cartório! Você vai ter que casar comigo!”, ironiza Dodi, referindo-se a si mesmo.

Ela debocha e ri do malandro, mas ele insiste na idéia e parece que essa será a única saída para que o cafajeste fique de bico calado e continue a ajudando em suas artimanhas.
 



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here