O tiro que matou Ramalho não saiu da arma de Joca. Ao saber por Dani e Rafa que Márcia e Tiniá foram expulsas da aldeia por Iru, Cecília fica do lado delas, apoiando a idéia dos índios explorarem o garimpo. Zé Diacho e Brandão obrigam Carlos e Juliana a os apresentarem aos capangas como os novos chefes do garimpo. E também não permitem que o casal volte para o Rio e conte para Tavinho que eles tomaram o acampamento. O pequeno Cajuru vai à aldeia pedir a Iru para perdoar Tinia e Márcia. Brandão avisa aos garimpeiros que quem roubar diamantes, morre. Márcia e Tinia atacam Carlos e Brandão com as zarabatanas. Elas desarmam Brandão, mas Zé Diacho as flagra e atira. Márcia é atingida de raspão. Zé Diacho as encurrala no mato, mas Iru surge e entra em luta com o bandido. Mariano dá um anel de noivado a Francisca e Geraldo os surpreendem se beijando. Paulo apresenta duas testemunhas que provam que o álibi de Betinha e Tavinho é falso. Tavinho entrega que Mesquita, namorado de sua mãe, que odiava Ramalho, estava no parque e não na Europa. Tavinho e Betinha chegam em casa e dizem para Cecília e Juba que Mesquita entrou na lista de suspeitos por estar no Brasil. Paulo vai ao hotel e leva Mesquita para depor. Mariano resolve enfrentar Zé Diacho e Geraldo diz que vai. Juba, Cecília, Mesquita, Joca e Eduardo na delegacia. Um baleiro testemunha que Mesquita estivera no parque. Mesquita afirma que entre eles há um traidor, comparsa de Ramalho e seu verdadeiro assassino. Uma pessoa que se passava por amigo de todos, mas os traía entregando informações e ajudando o Ramalho a cometer os seus crimes. Mesquita e a Laura descobriram um sócio de Ramalho na Europa, conhecido como Senhor X, chefe deste traidor no Brasil e mandante do assassinato.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here