Valdo volta do arraial, conta o que aconteceu com Beija e pergunta a Antônio se ele está por traz da agressão. Ele garante que não sabe de nada, mas não consegue convencer o amigo. Revoltado com a agressão sofrida por Beija, Fortunato diz a João que ela vai sofrer muito quando puder ver o que fizeram com seu corpo. Genoveva vai até a fazenda dos Sampaio, conta o que aconteceu com Beija e comenta que no arraial estão dizendo que Antônio foi o mandante do crime. Aninha se recusa a acreditar que seu marido tenha sido capaz de tamanha crueldade. Avelino escreve para João Mendonça e Josefa fica abalada ao receber a carta. Beija recobra a consciência sentindo muitas dores e Fortunato garante que fará tudo que for possível para que ela não fique com marcas. O delegado intima Candinha e as meninas para depor no caso da agressão sofrida por Beija. Durante o depoimento ele tenta resolver o caso sem envolver pessoas influentes, acusa as prostitutas e dá a elas voz de prisão. João lê a carta de Avelino e conta para a mãe que o amigo está muito doente e decidiu voltar para o arraial. Belegard afirma para Costa Pinto que Candinha confessou o crime, mas o juiz não se convence e pede provas. João também não acredita e acusa o delegado de ter escolhido o caminho mais fácil para encerrar o caso. João encontra Antônio no arraial e promete colocá-lo na cadeia assim que conseguir provar que ele foi o culpado.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here