Fim do teatrinho. Cansado de brincar de gato e rato com Sílvia, Ferraço decide colocá-la para fora de casa. É claro que isso não acontece de forma amigável. A morena de franja resiste, tenta atacar o noivo e acaba sendo puxada para fora pelos cabelos.

Tudo começa quando Ferraço arromba a porta do quarto, onde Sílvia se esconde. Flagrada, ela tapa o pescoço com a mão, tentando esconder a marca da traição. O empresário zomba da atitude e diz que já está cansado de ver o pescoço manchado de Sílvia. Esta, por sua vez, muda a tática e tenta beijá-lo, grita que o ama e que a culpada por todos os problemas é a Maria Louca.

“Eu não quero o teu amor, não quero a tua doença. A única coisa que eu quero é você longe, bem longe de mim”, responde Ferraço, empurrando Sílvia.

Ele sai do quarto. Ela vai atrás. E como num filme de Hitchcock, a morena de franja tenta atacar seu noivo, num rompante psicótico. Ferraço segura os pulsos dela que, por sua vez, morde o braço do empresário. Com raiva e dor, ele a pega pelos cabelos e a empurra porta afora.

Na chuva, abandonada, Sílvia uiva: “Eu vou denunciar todos os seus crimes! Você vai pagar muito caro, Marconi Ferraço! Muito caro… Você e aqueles dois!”.

A cena deve ser exibida a partir de quarta-feira, dia 23/04.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here