Voltando para casa após um agradável jantar em família na casa de Barreto, Branca não imagina o que a espera. Dentro do carro guiado por Oswaldo, o motorista, ela é abordada por assaltantes.

Eles expulsam Oswaldo do carro e anunciam um seqüestro-relâmpago. “Por favor, não façam uma barbaridade dessas!”, implora, nervosa. Mas os bandidos querem é dinheiro e a levam para um caixa eletrônico, sempre ameaçando a vítima.

A sorte de Branca é que Juvenal está parado no mesmo sinal de trânsito no momento do assalto. Ele presencia a ação dos bandidos e acolhe Oswaldo. O líder da Portelinha rapidamente segue o carro e aciona sua turma de seguranças para ajudar no resgate da vítima. Os assaltantes param em um posto de gasolina, onde um deles anda de braços dados com Branca até o caixa. Por coincidência, Heriberto abastece seu carro no mesmo local e desconfia ao ver sua patroa acompanhada de um estranho. O professor decide ligar para Sílvia que, preocupada com a mãe, segue com Ferraço para o posto.

Após usar diferentes cartões de crédito para sacar o máximo de dinheiro possível, Branca caminha de volta para o carro, mas é interrompida quando Juvenal Antena imobiliza o assaltante que a seguia. No mesmo instante, os seguranças da Portelinha cercam o veículo e rendem os outros criminosos. É com muito alívio que a viúva agradece a Juvenal pelo resgate e faz questão de entregar um cartão com seu telefone pessoal. Em meio a toda confusão, ela ainda reconhece o rosto de Evilásio e transparece sua simpatia pelo rapaz. Passado o susto, a viúva volta para com a filha e Ferraço.

Essas cenas foram gravadas na Zona Oeste do Rio de Janeiro e serão exibidas a partir de quinta-feira, dia 22.






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here