Chega o dia que Renato mais esperou em toda sua vida. Após 10 anos de dúvidas, segredos e silêncios, ele finalmente conhece seu pai. O “tal” Adalberto! O encontro, claro, é uma armação de Ferraço, que vai com Sílvia até a porta da escola do menino.

Sílvia é a primeira a abordar Renato, que está sozinho esperando Ezequiel mais uma vez, interpelado por Waterloo. Ela oferece carona e o garoto não aceita. Impaciente, Sílvia resolve dizer a verdade: no carrão parado ali na frente, está o pai dele, Adalberto.

Assustado e curioso, Renato vai em direção ao carro. O vidro da janela se abre e lá está Ferraço. Com a cabecinha a mil, o menino faz um monte de perguntas de uma só vez. Ele é mesmo seu pai? Por que ele os abandonou? Por onde ele andou esse tempo todo?

Renato olha aquele homem de óculos escuros e vê um herói, poderosíssimo.

Com seu olhar de serpente, Ferraço começa o processo de conquista do filho. “Eu sempre quis te conhecer, mas sua mãe nunca deixou. Se estamos separados até hoje, a culpa é dela. Se você quiser me ver, de novo, tem que prometer que não vai contar pra ninguém do nosso encontro. Esse vai ser o nosso segredo, meu filho”, diz o empresário.

Agoniado, Renato quer entrar no carro e conversar mais com o pai. Mas, cauteloso, Ferraço diz que depois vai procurá-lo novamente e os dois poderão falar com calma. Fecha o vidro e sai, deixando o pobre menino tremendo.

A cena deve ser exibida a partir de quinta-feira, dia 17.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here