Quando Juvenal manda fechar todas as saídas da Portelinha, Ronildo se sente encurralado. Ele aproveita que Solange está passando por ali e a faz de refém, levando-a para dentro de um ônibus. No entanto, para o azar do bandido, no trajeto do veículo tem uma blitz policial. Nervoso, Ronildo acha que vai ser capturado e grita que vai acabar com Solange e com os outros passageiros se os policiais entrarem no ônibus.

À essa altura, Juvenal já está por ali. Fica desesperado ao ver sua filha em perigo e tenta falar com o “zé ruela”, mas só ouve ameaças. O clima é tenso. Repórteres chegam ao local para cobrir o seqüestro. Ronildo parece não ter nada a perder. E de fato não tem.

Depois de várias tentativas de negociação, Juvenal diz para Ronildo libertar Solange e levá-lo em seu lugar. É a chance que o bandido louro vê para fugir. Ele liberta a jovem ao mesmo tempo em que pega o líder como refém. Ambos vão para o carro de Juvenal e arrancam dali.

Dentro do carro, Ronildo ameaça Juvenal. Atrás deles, seguem os carros da polícia, tentando encontrar um melhor momento para interceptá-los.

Vendo a polícia no encalço, Ronildo manda Juvenal correr ainda mais. O líder faz manobras perigosas, até que dá uma freada brusca. Sem cinto, Ronildo é projetado para frente. O líder aproveita o momento para tentar desbancar o bandido.

Enquanto isso, Solange, Guigui e os policiais acompanham a movimentação dentro do carro. Ouvem-se disparos. Ronildo sai do carro, e então Solange se desespera: acha que o pai foi atingido. Mas, de repente, o bandido desaba no chão. Está ferido. Juvenal aparece, ileso.

Guigui, desesperada, pega Ronildo nos braços. Como um menino indefeso, ele diz: “Mãe! Eu vou-me embora!”. Ela o abraça, chorando muito, até que percebe que ele não está mais ali. É o triste fim de Ronildo.

A cena deve ser exibida a partir da próxima quinta-feira, 24/04.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here